Falar sem dizer e dizer sem falar




Há sempre alguma coisa a dizer, nem que seja o silêncio. Porque o silêncio também fala. E em geral, diz mais do que aquilo que pensamos ouvir.

Não bastava a semiótica, lá veio agora também o Habermas chamado ao barulho, bem como a restante bibliografia de Sociologia da Comunicação. Oh, como eu estava enganada quando no primeiro post pensava que nunca mais ia ouvir falar de tais coisas!
O que vocês não sabem é que este Habermas é intercalado por comentários sobre a Camila, a Diana e o Príncipe Carlos, ou sobre determinados cantores italianos que eu julgo que sejam pimba... Acrescentando que o horário deste Habermas também não é das 5 às 8 da noite de 6ª feira, logo se destaca como consideravlmente mais interessante que o outro da FCSH!
Muito interessante também é o modo como a Professora de Publicidade (nhééécas)soletra as palavras em inglês: Peruggia,Livorno, Arezzo, Napoli due volte, Empoli, Roma. Imaginem qual não foi a minha cara de estupefacção da primeira vez que ouvi este recital tipo voz off de comboio a enumerar as estações. Fui forçada a perguntar à colega do lado o que é que se estava a passar e só então percebi que ela estava a dizer como se escrevia "planner".
Hoje também fiz uma pergunta, mas foi na aula de cinema. Perguntei o que queria dizer "prelievo", e o senhor, que fala como um livro técnico de cinema, disse, para meu grande espanto, que era uma pergunta inteligente e que no entanto ainda ninguém a tinha feito. Não fiquei 100% esclarecida quanto ao significado de "prelievo" mas preferi não perguntar uma segunda vez porque achei que isso já não seria encarado como "inteligente"...

Hoje escrevi pouco e disse ainda menos não foi?
A verdade é que não tenho nada para dizer...e ao mesmo tempo isso diz muito!(Mais do que aquilo que pensam estar a ler)........

Legenda: schhhhhhhhhh

Comentários

carla disse…
É smp bom reservar as figuras de parva para situações mais apropriadas (que nao sei s haverá alguma em concreto :P)....por isso não custa mantermo-nos na ignorância quando acham que fazemos perguntas inteligentes. ou entao, melhor ainda é saber que se dá uma resposta normalíssima, que até o meu irmão de 10 anos daria, e o stor (o nosso de sociologia do secundário) olhar pra mim e dizer "ah, muito perspicaz". isto com um ar sério como se eu tivesse dito algo de jeito...e de dificil raciocínio...! lol
Anónimo disse…
para nos serás sempre Deus. Mas como é que a caneta não era tua? Estava na tua mesa.
Desculpa se por vezes levámos as nossas crenças religiosas longe demais.
Catarina disse…
olaaaaa alessandraaaa*como esta a minha companheira de economia da info??tive agr a ler os teus post...gostei mt!espero q tenhas ainda bem mais aventuras!beijoca laroca "escuridao da minha noite"
Lolly disse…
Habermas e Camila? Realmente, eles até são parecidos... :P Só que o Habermas tem um ar um bocadinho mais feminino lol. Aiai esse schhhhhhhhhh é suspeito ;)*******saudades!!!

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!