RIRE


Quem não sabe costurar, não pode fazer bainhas nem coser botões; quem não sabe cantar, não pode ganhar concursos de Karaoke; quem não sabe cozinhar, tem de ir comer fora; quem não sabe conduzir, vai a pé ou de transportes… mas quem não sabe rir… quem não sabe rir, não sabe nem pode viver.

Não espero para ir ao cinema ver uma comédia hilariante, porque em Itália os filmes são dobrados e perdem a graça. Também já não vejo o Gato Fedorento, parece que a RaiUno não se mostrou interessada no projecto…
E sem saber porquê, é ao encontrar-me privada das ocasiões especializadas em provocar o riso, que mais vezes me encontro a rir!
Rio-me porque não há cadeiras para todos na aula de Publicidade e porque a Professora desenha quadrados semióticos para interpretar os anúncios. A última vez que ouvi falar em coisa semelhante, foi um senhor que era monge, que era louco e que disse assim: “Esta é uma análise semiótica das paixões - a cólera entrópica junta-se com a cólera fria o que resulta na cólera explosiva que leva à morte.” Já nessa altura me ri. E agora não posso deixar de rir ao constatar que afinal, CC está sempre presente, em todo o seu esplendor, seja na qualidade das infra-estruturas seja no espírito semiótico das cadeiras. Bem respondia o senhor monge, quando lhe perguntávamos por ela “A semiótica é tudo”.
E eu rio-me ao lembrar-me disso…
E rio-me quando vejo pessoas de óculos escuros na discoteca, e meias por cima das calças, e fatos à Fredy Mercury… Rio-me, porque este Sábado sim, foi a verdadeira noite de Carnaval na Esenza! Cheia como nunca antes havia estado, a discoteca albergou as mais peculiares espécies da juventude italiana. E quando os actores (famosos) de um filme italiano subiram ao palco e toda a gente bateu palmas no rubro do entusiasmo, nós rimos e perguntámos “Quem são estes?”.
Rio-me, porque o Dominic e o Matt são amigos. Ambos são ingleses e bem parecidos, mas de resto, é, respectivamente, como um tigre ser amigo de um mamute, assim ao estilo do "Ice Age".
Rio-me, porque o Harry Potter foi 9 dias para Londres e assim tenho a casa só para mim.
Rio-me, porque fomos de propósito para o jardim de Santa Ágata ver o eclipse da lua e naqueles momentos de para sempre, em que toda a gente viu a lua vermelha, tapada pela sombra da Terra, nós nem sequer a vimos, porque estava tapada pelas nuvens.
Rio-me, porque nas fotografias que tirei, quando as nuvens ainda não tinham tomado conta do céu, vê-se um pontinho branco reluzente no escuro, que à vista desarmada se confunde com um cocó de pombo no ecrã.
Rio-me, porque é Domingo e está bom tempo. Porque a Piazza se encheu de gente, porque fomos passear e comer um gelado ao fim da tarde, a ver o pôr do sol.
Rio-me, porque como vimos a Vanessa a comer uma pasta muito apetitosa, decidimos ir às pastas da cantina saciar o nosso desejo e acabámos meia hora na fila das pizzas, porque a Ana se esqueceu que aos Domingos não havia pastas…

Rio-me porque faz bem: exercita os músculos das bochechas, impede que os lábios fiquem dormentes e não deixa os dentes criarem mofo.
Rio-me porque sim e porque não, porque tudo e porque nada, porque ontem, porque hoje e porque amanhã, porque nunca e porque sempre, porque o que não rir antes já não posso rir depois.
E rio-me das pequenas coisas, porque é desses microfluxos de existência, aparentemente evanescentes, que a vida é feita… e pensando nisso, até dá vontade de rir!

Legenda: Da esq p a dta de cima p baixo: Bert, Micas, Nuria, Vanessa, Ana, eu, Rita, Julia, Matilde, eu, Ana, Matilde, Vanessa, Ana, eu, Julie, Dominic (americano de OC), eu, eu pela ultima vez, Dani, Sean, Vanessa, Dominic (inglês)... a rir!!!

Comentários

Ísis disse…
rir é o melhor para tudo! =) ainda bem que te estás a divertir e ..a rir ;)*
carla disse…
Está super giro e adorei... :P eu também adoro rir e acho que é um bem essencial que ninguém deve dispensar um único dia que seja!
A parte do mamute e do tigre está curta, mas fantabulástica lol a visualização ficou giríssima :P
bjinhos gandes pa ti**
Anónimo disse…
Nunca duvidei que Deus fosse risonho.
Anónimo disse…
Esta caneta é tua?
neuza disse…
"não deixa os dentes criarem mofo"
AHAHAHAHAHAHAH

Ri...ri muito agora! Só tu...

:D
Alê disse…
Mas q estória é essa de Deus??? E anão a caneta n era minha!
susana disse…
Rir é akilo k + faço a ler o teu blog... é a melhor receita para curar uma depressao, um mau dia..ou seja la o k for... So tu Xalandra me fazes rir c as tuas historias e aventuras!! Baci
uikebom disse…
Deus, quando voltas para a fcsh?

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens