Siena - Inter


Dizem que o futebol é coisa de homens e riem-se quando se fala do nosso desporto rei num contexto mais asiático...
Preconceitos fora de moda!
Hoje o futebol é de todos e para todos! (E a melhor equipa é o Benfica (o Siena logo a seguir), e o Brasil e Portugal têm as melhores selecções do mundo!) ;P
Porque há coisas indiscutíveis...

Foi com grande entusiasmo que o nosso plantel Erasmus se deslocou esta tarde ao Estádio do Siena, ao pé da Piazza Gramsci. Tinhamos Portugal, Espanha, Argentina, Inglaterra, Bélgica e até China! (Os chineses iam vestidos como se fossem em excursões para ver museus e catedrais: bonés de pala e meia para proteger do sol e máquina fotográfica ao pescoço).
Eu queria ter levado uma cartolina a dizer Figo (o nosso cartão de visita no estrangeiro, juntamente com o Cristiano). Porém, a falta de marcadores e alguns olhares de esguia por parte da Alana e da Vanessa dissuadiram-me desse plano.
Na verdade foi melhor assim, dado que estávamos no meio dos "tiffosi" do Siena e já se sabe como esta gente das contradas é toda louca...
Os chineses por outro lado, que foram pela primeira vez a um estádio de futebol, estavam completamente amedrontados, nas bancadas azuis e brancas do Inter! Com os recentes conflitos em Milão, os nossos amigos dos olhinhos em bico tinham de facto motivos para temer pela sua segurança... (mas daí a perguntarem-nos se é perigoso ir a Sao Giminiano, um aldeola do tamanho das Gambelas de Faro que há aqui nos arredores, já é para nos rirmos...)
Deste lado de cá do campo, o "Forza Siena alè" era uma constante! Nesses cânticos que entoávamos, éramos todos um só: a voz que fazia o estádio estremecer!
A voz que desesperou no primeiro golo do Materazzi, em que por entre o emaranhado de pés, a bola por acaso rolou para a baliza; A voz que se ergueu pouco depois, mais alto do que nunca, numa onda de êxtase, quando uma cabeçada fez a bola furar as redes da baliza lá longe!
A voz que abafou os gritos do Inter quando apareceu no placar o resultado da Roma; A voz que se revoltou no penalty! E embora o Bert e o Tomy digam que era de facto penalty, não abandonámos a voz no "Ladri!Ladri!", nem no "Maaaaterazzi è un figlio di putaaana". E ainda nós, fomos também a voz que cantou "Cooome la Juve (clap clap)voi siete come la Juve (clap clap)". Não pudemos acompanhar a voz em todos os " Bastardi, cretini, buffoni e va fanculo" mas estivemos sempre com ela!E eu tive que chamar buffone ao Julio César, porque vâmu combiná! O cara tava fazendo ronha!
E a voz tremeu e relampejou toda a segunda parte, quando quase foi golo porque o defesa deixou a bola passar no meio das pernas, quando quase foi golo porque a baliza estava aberta, quando quase foi golo mas outra vez não foi porque o remate foi ao lado... À saída do Chiesa, o veterano da casa (37 anos), aplaudimos de pé, e até a Julia e a Matilde, que passaram o jogo sentadas a mexer no cabelo, se levantaram.
O Matt e os ingleses batiam com os pés nas bancadas e desesperavam com a voz, no contar dos minutos, que depois se transformaram em segundos, com os gritos "Inter!Inter!" a intensificarem-se, até explodirem no apito do árbitro: "I campioni dell'Italia siamo noi lá lá lá"!!! Os jogadores correram para festejar com os adeptos, invasão de campo, beijos e abraços, naquele estilo gay a que o futebol já nos habituou, e saltos muito saltos. Quase que vi, ao longe, os chineses a saltitarem também, por entre os degraus das bancadas do Inter, com as suas máquinas ao pescoço.
Na minha bancada a desilusão deu lugar à revolta e os adeptos gritavam aos outros que festejavam dentro do campo "Vieni qui! Vieni qui!". E não é que os stronzi vieram? Voaram garrafas e provocações diversas, a Matilde perguntava para quê tanta agressividade e a Alana gritava entusiasmada "OH a fight! A fight!". A polícia de choque entrou literamente em campo, carinhosa como sempre, e foi só vê-los a fugir, tão rápido como vieram!

Siena 1 - Inter 2. O Figo, tal como a cartolina que eu queria trazer com o seu nome, não chegou a aparecer. O Siena lutou bem, disseram os rapazes. Eu achei que sim e que mereciam ter feito mais um golo, mas não fizeram. Vitória justa ouvi dizer, digo também que sim, mas contrariada e a fazer careta, porque afinal é o "meu" Siena!

"Qui allo stadio da quassù
mi accorgo che
il suo colore è sempre più
bianconero eeeeh
dalla curva s'alzerà,un grido...magico siena facci sognare e...chi non salta è un fiorentino....ooh ooh"

"Siena alè
ohoh ohoh
Siena alè
forza la Robur
Siena alè
ohoh ohoh
non mollare perchè...

TUTTA L'ITALIA ATTRAVERSERO'
SIENA CON TE PER SEMPRE SARO'
IN CASA O IN TRASFERTA STAI SICURO CHE
PRENDO LA SCIARPA E VENGO DA TE

Siena alè..."

Comentários

Ana disse…
Então mas de onde apareceram agora os chinocas?? Não conheço pois não? E afinal sempre foram todos juntos po jogo, vistese... Portem-se**
Alê disse…
Os chineses estão a morar na Pantanetto com o Tomy a Cristina, a Isabel e o Simone (esse voltou agora). Diz que só tomam banho uma vez por semana e que lavam a loiça com só com as mãos e água, nada de esfregão nem detergente! Vês, ainda são piores que o Matt!

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!