Em Siena só há 2 semáforos (e um deles não funciona)


Esta vida é como um semáforo avariado. Indeciso. Imprevisível. Intermitente.

Quem andava ontem muito intermitente era o senhor São Pedro. Sol pela manhã, calor infernal à saída do exame (correu bem mas podia ter corrido melhor se eu me tivesse lembrado do nome da entidade italiana que faz o controlo da qualidade das empresas italianas, é a UNI a propósito, agora nunca mais me esqueço…). E de repente depois do almoço, ventos do norte, tempestade tropical, tambores nas nuvens. Cancelámos o barbeque depois de já termos comprado a carne. Algumas horas mais tarde, a chuva para. O barbeque volta a estar “on” e lá vamos às 6 da tarde para o Parque. Voltamos com cabelos a cheirar a fumo mas valeu a pena, pela comida e pelo convívio, como sempre! E depois de andar à chuva e de andar a fazer barbeques num espaço pseudo-campal, era uma vez o meu vestido branco, claro está! Ou então não, que claro era o que ele menos estava…
À noite o Milan foi campeão, como eu bem havia previsto, se bem se lembram do post anterior. E foi-me concedida a oportunidade de assistir ao jogo na companhia de 3 rapazes mórmon, norte americanos, e mais 5 ou 6 raparigas mórmon inglesas. Lá estávamos todos apertadinhos na sala das vizinhas (Ana, Vanessa e Alana), quentiiiiinho! “Please don’t breathe…” dizia a Alana, e continuava “… you are adding heat to the air”.
Mas os comentários mais interessantes foram sem dúvida protagonizados pelos rapazes norte-americanos. É que lá na Americólandia o football é um bocadinho diferente. Então eles perguntavam coisas do género”Quais são os do Milan e quais são os do Liverpool?” “O Beckham também joga num clube qualquer espanhol que é bom, não é? Como é que se chama?” ou “Porque é que eles jogam mais minutos depois dos 90?”. A esta pergunta, a Vanessa, que é a miss expert em futebol respondeu “Ah é sempre assim, e agora tão a dar 3 minutos mas às vezes até dão dois e meio!”. A gravidade da situação é que os mórmones, inocentes e ingénuos, acreditaram.
São boas pessoas os mórmones! E tirando não poderem beber chá, coca-cola nem álcool, não poderem comer já não sei o quê, não poderem ter sexo antes do casamento, não poderem vestir determinadas roupas, não poderem dizer determinadas palavras, e não poderem dizer “Oh My God”, então, tirando estes pequenos detalhes, até são pessoas normais.
Na Piazza era uma loucura de bandeiras “Nero e rosso”. Nós fizemos o jogo do dado à Matilde, sobre o qual não é necessário aprofundar muito. Basta dizer que o objectivo era deixá-la alegre e feliz, em todos os sentidos, e foi conseguido!
Entretanto, estamos extremamente preocupadas com a nossa amiga Vanessa, que sempre que bebe uns copos revela tendências agressivas. Os relatos das vítimas, que eu ouvi na primeira pessoa, são verdadeiramente chocantes. A nossa amiga ataca preferencialmente individúos do sexo masculino utilizando o método das estaladas na cara. Fá-lo sorrindo, e não demonstra sinais de arrependimento. Portanto, se está chateada com o seu namorado deixe-o num perímetro próximo da Vanessa, numa dessas noites em que ela está “doidona”. É assim que dizem os brasileiros, que pelos vistos são quase tantos como os espanhóis! Discutem assuntos intelectuais os brasileiros. Hoje perguntavam porque é que ninguém matava o Lula, porque é que só se lembravam de assassinar presidentes americanos? O debate levou à conclusão de que não se mata o Lula porque o calendário não oferece uma altura propícia! Matar o Lula implicaria provavelmente ficar sem uma festa de Carnaval! E se não fosse o Carnaval, seria a Páscoa ou o Natal, e no caso da Bahía, apanharia de certeza um dos feriados em homenagem aos milhentos Santos que eles lá têm. Não pode ser! Pois é, dizem coisas engraçadas estes brasileiros. Dizem que o nome “Durão Barroso” é muito cómico! (E quem disse isto foi um rapaz chamado Eraldo Alves da Cruz Filho…sem comentários). Mas parece que os nossos primeiros ministros são mesmo muito conhecidos! Ainda no outro dia um espanhol me perguntou se o Presidente de Portugal não se chamava Aristóteles. Eu respondi que não, mas que o Primeiro Ministro se chamava Sócrates, o que vai dar quase ao mesmo.
Voltemos aos brasileiros, onde também incluo o nosso amigo Loui, que é belga! Apesar de ser belga e civilizado, e de ter um BI eletrónico, o Loui não é chato nem irritante! E como viveu no Brasil fala “brasileiro” melhor que o Eraldo!
E continuando sobre os brasileiros. Depois de saberem que eu sou do Corinthians devido a influênias paternais, a Vanessa, de São Paulo, apresentou-me à sua amiga, do Mato Grosso, da seguinte maneira: “Essa é Alêxandra, e o pai dela é fávêlado!”. Oh pai, eu não percebi muito bem, mas acho que estavam a gozar connosco e que o Corinthians tá um pouco por baixo…

Mas não faz mal. Em Itália sê italiano e viva ao Milan! A propósito, ontem ofereceram-me uma “maglieta” oficial do Milan, do Ronaldo, daquelas baratinhas que custam entre 80 e 90€. Mas eu como sou boazinha devolvi-a. (Também há quem me chame estúpida em vez de boazinha).

E acho que já passei o vermelho do semáforo deste texto há umas linhas atrás. Pronto, não digo mais nada! (Até amanhã…)

Legenda: Acção no barbeque!

Comentários

Recess disse…
Muito bom..lol..(até amanhã)
Ronaldo disse…
O Corinthians é o time que mais vezes venceu o Campeonato Paulista, e tem uma das maiores torcidas do país, e a maior do Estado de S.Paulo. É o time preferido pela maioria dos estrangeiros que imigraram para o Brasil, como tambem dos migrantes internos brasileiros, em sua maioria Nordestinos que foram buscar melhores condições de vida no Sul. Sua torcida é tambem conhecida pela sua entrega e força anímica. Ser Corinthiano é amar S.Paulo, estar com o povo e nunca desanimar, quando todos os demais vacilam!
espirito_Ninja disse…
Ofereceram-te uma camisola do "Gordo"????e recusaste???AHAHAHAH BEM FEITO!!!! :D
só uma coisinha em relaçao ao texto do público.Como realmente disseste,notasse q o texto está adulterado...percebe-se q é a tua escrita mas tb se percebe q faltam ali partes,há muito pouca descriçao.e sim,gosto da foto e duvidas houvesse de quem era na foto,as botinhas tiravam-nas todas!:)
kiss kiss**

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens