Cá Má e Flá



Cá Má e Flá. São as 3 pessoas da minha vida deste lado do oceano, aquelas que estão comigo todos os dias (elas e o motorista do autocarro).

A Camila (Cá) levou-me a passear pelo Bom Retiro Sábado de manhã, onde há lojas que vendem roupas para shoppings mas ali vendem essas mesmas roupas mais baratas. Então eu comecei a indagar-me porque seria que as pessoas iam comprar as mesmas coisas ao shopping se são muito mais caras. Tudo se esclareceu quando o sol ardente da manhã começou a incidir sobre as nossas cabeças, invisíveis no meio de tamanha multidão. Os nossos passos não eram nossos, eram da massa de gente, dessa amálgama de povo que nos conduzia e pisava. Quando vi que os provadores eram colectivos, não restaram mais dúvidas sobre as razões que levam as pessoas a comprar no shopping e não ali. Eu nunca fui à feira de Carcavelos mas imagino que seja parecido, só que aqui com 90 vezes mais gente (e os provadores colectivos!).
Há noite levaram-me ao "Grazie a Dio" onde a banda tocou uma música que eu conehcia (bom, mais ou menos, eu conehcia a versão com os black eye peas). Havia uma senhora que fazia anos e o namorado da Camila, que é A pessoa, apercebendo-se de que eu queria um pouco de bolo, tratou de consegui-lo! Levou-me até à mesa da aniversariante (desconhecida de ambas as partes) e quando eu pensava que ele ia dizer que eu era a filha do embaixador de Portugal (como tinha feito até então para tentar entrar nos lugares por um preço camarada) ele disse subtilmente " Oi! Dji quem é o bolo? ah, ela qué 1 pêdáço!" e apontou para mim, também com muita subtileza. Voltámos cada um com uma fatia enquanto a Marina mostrava indignação por mais ninguém conhecer o músico famoso que estava no palco com a banda famosa (que também nenhum de nós conhecia). O múscio famoso era um senhor que foi casado com a Elis Regina e afinal não era só a Marina que o conhecia porque houve um outro senhor com muitas tatuagens que ficou muito contente porque apertou a mão que um dia "mexeu nos peitinhos da Elis Regina".
O Tales (namorado da Camila) foi à casa de banho pela segunda vez e as senhoras que estavam na fila alertaram-no para um engano. Ele ainda tentou contra atacar dizendo que não, que uma porta tinha o desenho da mulher e a outra... também!Mas ele não reparou na primeira vez que foi, e fez xixi na casa de banho errada."A dos homens é prá lá, atráis da Yemanjá". E ele lá foi, fazer xixi no lugar certo, atrás da Yemanjá.



No dia seguinte não sei como consegui acordar mas quando dei por mim estava numa fila de duas horas, mais de 30 graus ao sol. À minha frente, estavam duas lésbicas simpáticas. Depois de esperar mais tempo do que em Roma para ver a Capela Cistina, lá chegou a minha vez de andar na montanha russa. Então, a montanha russa parou na subida, comigo lá dentro. Mas o pior foi mesmo quando voltou a andar. Rangendo mais que a montanha da feira popular de Lisboa (como se isso fosse possível), os carrinhos quase viravam nos carris e eu tive a nítida sensação de que alguns dos meus ossos trocaram de lugar. Foi a pior montanha russa de sempre! E olhem que eu sou uma expert no assunto! E do alto de toda a minha qualificação em montanhas russas disse à Flávia que era inadmissível, que aquela montanha russa estava toda podre! Mas afinal não estava. A Flá explicou-me que era de propósito, dos barulhos ao chacoalha, chacoalha, tudo foi cuidadosamente premeditado, feito para imitar a primeira montanha russa de madeira e consequentemente, tremer e chacoalhar muito! Mas é que nem o Hitchcok alguma vez se lembrou de uma coisa tão perversa!!!



Hoje escrevo-vos olhando em frente, porque é nessa direcção que está o computador, mas principalmente, porque não consigo virar o pescoço sem passar por momentos de grande agonia.
Uma boa semana para todos!

Comentários

Lolly disse…
M a montanha russa chamava-se departamento de imigração? lolol diz k n
bjinhuuuu***
ps- ate k enfim ja da pa comentar o teu blog d novo!

Mensagens populares deste blogue

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...