Porque eu não saía daqui sem ir às Cataratas!!!

Siena, Roma, Veneza, Londres, Paris, Buenos Aires, Lisboa...Cidades Lindas! Mas agora pergunto-me, se os lugares mais bonitos não serão mesmo esses, onde a presença do ser humano é subtil ou inexistente?

Não aguentei as saudades e dois dias depois do regresso de Buenos Aires, voltei para a Argentina!!!


Pena que o Leo e a Macarena estavam a milhentos Km dali! Mas em compensação estava o meu primo querido, filho da minha prima querida e a minha Super Tia Avó!!!
Tão a ver aquelas velhinhas que andam por aí em marcha lenta com aqueles chapelitos brancos que parecem penicos e aquelas roupas tiradas do baú? Pois é, a minha tia avó não tem nada a ver com isso!!!
Ela parece um passarinho pequenino, daqueles coloridos que estão sempre a saltitar dum lado para o outro e a cantarolar! E não quer cá de saber de penicos brancos na cabeça!!! Tirando o rafting, ela fez tudo o que nós fizemos! Andou km a pé todos os dias e fez um safari em que eu mesma pensei que aquele barco ia virar a qualquer momento!
Portanto, quando for grande quero ser como a minha Tia Chiquinha!!!
E da próxima vez que for ao lado argentino das cataratas, para ver a "Garganta do Diabo", quero ir de chinelos ou de sapatilhas, porque as passarelas por onde a trilha segue são de uma espécie de arame aos buraquinhos, onde o saltinho dos meus chinelinhos ficou preso durante os 4 km q andámos... De modo que não me foi possível apreciar a vista com tanta plenitude como deveria, em razão razão de estar constantemente a olhar para baixo, no realizar dessa utopia de não enfiar o salto nos buracos de um chão que é feito de bruacos!Mas lá fui eu, em câmara lenta com o meu primo a servir de corrimão, enquanto a minha tia avó e aminha prima iam todas disparadas lá à frente!



No dia seguinte fomos fazer o passeio de compras no Paraguai! O Paraguai tem assim um je ne sais quoi de favela do Rio de Janeiro, um pequeno touch de feira da Ladra, e um cheirinho de deserto e canalizações furadas! Mas como diria a minha amiga Alana, o Glamour eu posso tirar do google com uma imagem do Hotel Ritz ou dos Oscars, mas as comprinhas que eu lá fi 3 vezes mais baratas não me vao sair pelo scanner de certeza!
Já a minha tia, como não precisa de electrónicos nem afins, que é o que ali vale a pena comprar, trouxe, assim em jeito de souvenir para não dizer que foi ao Paraguai e não comprou nada, um relógio Paraguaio de meia duzia de dólares daqueles que dão as horas com trinta minutos de atraso.
Depois desforrou-se no Duty Free da Argentina, onde o meu primo ficou duas horas de volta das bebidas acabando por trazer de volta para o Brasil duas malas só com wiskey. Mas não, o meu primo não é contrabandista! Isto foi tudo dentro da legalidade (a lei tem sempre muitas interpretações, já dizia o nosso amigo e senhor professor Arons de Carvalho)!



Excusado será dizer que com tantas garrafas que o meu primo comprou tivemos, obviamente, que dar fim a pelo menos uma delas e assim passámos serões muito alegres!
Mas a loucura, locura daquelas mesmo "gandas malucas", foi no Sábado!!! Ora de repente eu olho em volta, e dou por mim, às 9 da manhã, embrenhada no meio da selva, a derreter de calor, com um guia a falar de plantas e flores, com jacarés e onças a viverem nos arredores e com comichão no nariz por causa dos insectos. Eu! Que tenho medo de cães e gatos e acho que ir acampar na Ilha de Tavira é algo extremamente radical! Por momentos, parei para pensar onde é que eu estava com a cabeça quando decidi que queria ir para as Cataratas...Porém, todas as dúvidas se dissiparam quando embarcámos na parte nautica do nosso safari, com a minha Tia Avó embrulhada numa daquelas capas plásticas, num barco que cada vez que subia uma descida (sim, o barco subia descidas!)parecia que ia levantar voo ou que se ia despenhar nas rochas a que fazíamos razia de ambos os lados. Highly exciting!!!! A cereja em cima do bolo é a parte final, em que o condutor do barco e o assitente se começam a "impermeabilizar", como um carrasco que coloca o seu capucho, e nós, em panico pelo destino invevitável, somos jogados em baixo das quedas de água, uma, duas, três vezes, para garantir que não há ponta de cabelo, unha do pé, pestana ou seuqer ramela, que fique seca!!!
Seguia-se o rafting e eu já estav de pé atrás e encharcado. Mas o meu primo levou-me "na marra"! Já a Dona Rosi, mãe dele, não houve quem a segurasse dentro do bote! Enervada com as insistencias, arrancou o colete, sacou o capacete e começou a espernear que não ia, não ia não ia, e não ia!!! O nosso instrutor, que tinha passado o tempo todo a dizer "Vamos Dona Rôsi, muito bem Dona Rôsi, aí Dona Rôsi!!" ficou sem palavras. Enquanto isso, o chefe dele, esbracejava e griatva da plataforma, que ela não podia tirar o colete e que não podia tirar o capacete e sabe Deus que mais lhe ia na alma e que ele não pode exteriorizar. Eu, sentada ao lado da "Dona Rôsi", já chorava de tanto rir!
Tirando este pequeno desentendimento, foi tudo tranquilo. A Dona Rôsi abandonou o bote e nós seguimos, com os coletes inestéticos e os capacetes pouco sexys, eu a fingir que remava,sendo que quando era preciso remar a sério tinha ordem para ficar sentadita, quietinha. A minha missão basicamente era não deixar o remo saltar. Missão cumprida!!! Foram só 3 descidas e só uma verdadeiramente emocionante, e voltámos p'ra lá de empapados, mas valeu apena, afinal, não é todos os dias que se pode nadar pelo rio de uma das 7 maravilhas do mundo!



O meu primo ainda foi fazer rappel mas eu assutei-me com os 55 metros de escada em caracol que tínhamos de subir depois, e desisti da ideia.

Assim se passou um fim de semana inesquecível, que meteu água por todos os lados (no bom sentido da expressão!), apesar da seca que dizem que há, porque eu não dei por ela.

Cataratas do Iguaçu: uma das 7 maravilhas do mundo (pelo menos na minha lista) e como diria Camões, se lá tivesse chegado - Aqui, onde a terra e o mar se acabam e começam um no outro*




*adaptação do original sobre o Cabo da Roca "Aqui, onde a terra se acaba e o mar começa" (agora com tantos leitores internacionais é preciso explicar estes detalhes portugueses)!

Comentários

Ana disse…
Onde é que foste desencantar que as cataratas de Iguaçu sao uma das 7 maravilhas do mundo?? è k nem do novo nem do velho!!!***
Alê disse…
amiga! assim me disseram lá no parque!!! de qlqr modo na mnha lista das 7 maravilhas tá d certeza! :P
beijinho
Enolough disse…
Ele há uma cerveja chamada Iguazu... e é de milho, como a Corona Extra.

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens