Um raio de sol...



"Que língua é que tu falas?
Se digo vida diz-me o que é que percebes?
E como é que tu vives?
Se digo força atacas ou defendes-te?
Disse-te amor e meteste-me numa gaiola
Escreveste-me sempre mas era escrito na areia
Disse-te “olha eu aqui” e querias trocar-me
Disse-te "basta" e disseste-me “não me deixes”
Fizemos amor e disseste-me “ah não gosto, lamento”
Atiraste-me com um sapato de salto e depois fizemos as pazes
Fizemos amor outra vez e adoraste
E passado um bocado atiraste-me o mesmo sapato de salto.
Virei-me para ir embora e não voltar mais
Fingi que saía e tu acendeste a tv
E enquanto um cómico fazia rir eu ouvi-te chorar
Então voltei mas tu também já sabias
Que voltava para ti sem nada para dizer, sem tantas palavras
Mas com um raio de sol na mão
Para ti que és lunática
Nada de teorias contigo só prática
Praticamente amor…

...Um raio de sol para ti..."

Comentários

Anónimo disse…
Ohhh que giro!! E un raggio di sole per te anche!**
Anónimo disse…
Tipo... brutal.

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens