A TEORIA

Eu tenho uma teoria...
Não.
Eu tenho muitas teorias.
Umas pequeninas, outras mais alargadas, umas bem fundamentadas, outras prontamente derrubadas.
Todas paradigmáticas.
As minhas teorias são muito eclécticas, tanto podem discorrer sobre futebol, como sobre a Oprah, o homem italiano, os homens em geral, a ida à lua, a economia de mercado, a vizinha que vive à janela, a morte da Marilyn e da princesa Diana, a pizza e o chocolate, os políticos, o Harry Potter, as operações plásticas, as Donas de Casa Desesperadas e a Carrie Bradshaw, como contar (ou não) as coisas aos pais, os jogos de poder e as inseguranças nas casas de banho públicas/do lugar de trabalho, os douradinhos com maionese, etc.
Algumas são teorias do momento, eclipses lunares espontâneos de ideias, ditas com tanto entusiasmo e tanta certeza, como se estivesse a apresentar ao mundo a pedra filosofal, em mega conferência de imprensa! E depois, no dia seguinte, não são mais que ecos sussurrados, murmúrios de gaivotas ao longe, em terras do interior. As outras, montadas a longo prazo com experiências e ideias importadas directamente de dias por aí e pessoas por ali, nem sempre vertem aquele entusiasmo infantil, mas compensam em segurança. Porque se sobreviveram a 3 dias de exposição às radiações do contra e às avalanches de novas teorias que me assolam diária e “noctivagamente”, então têm o patamar da longevidade garantido. Pelo menos, enquanto eu acreditar nelas. Posso ser o único ser do universo a acreditar, e ainda assim serão teorias intocáveis, em teoria e na prática...
Porque de todas as minhas teorias, das que já prescreveram, das que estão agora em vigor e das que serão ainda concebidas, apenas uma é dogmática:

“Não se deve desistir de uma teoria só porque não é verdade.”

Comentários

Anónimo disse…
O post fez-me dar uma gargalhada que provocou dois virares de cabeça, acompanhados de "o q foi?" e o comentário da praxe "está aqui a rir-se sozinha" :P
Lolly disse…
Boa amiga! É esse o espírito! E porque é que não haverias de poder atravessar a linha do metro?! E porque é que os senhores que dão pauladas nas máquinas dos parques de estacionamento não as estarão a arranjar?!
Estou contigo! (no sentido de observar enquanto tentas por em prática essas teorias lol) beijo pekena teórica***

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

O síndrome de Bridget Jones

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens