Da boca para fora

Uma noite, ele olhou para ela e disse-lhe, sorrindo:

- Ci sposiamo!
Conheciam-se há duas semanas.
- Ci sposiamo!
Tinham 20 anos.
- Ci sposiamo!
Ele tinha namorada, mas dizia que não. Ela dizia-lhe que tinha outro, mas ele não acreditava.
- Ci sposiamo!
Não viviam no mesmo país.
- Ci sposiamo!
Não falavam a mesma língua.
- Ci sposiamo!
Nem sequer andavam de mão dada.
- Ci sposiamo!

Não casaram.
Sabiam que não se voltariam a ver.
Mas então porquê? Para quem? Para quê?
Dizer coisas só por dizer?

Comentários

Tiago disse…
Tudo aquilo que eu te possa dizer nunca é da boca para fora...também sei que dificilmente nos voltaremos a ver...mas há coisas que não se explicam, não se controlam. Isto que ainda hoje me mantém "ligado" a ti, é uma dessas coisas!

beijo

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!