Feliz dia da mãe!



Querida mãe,

Que dizer do amor incondicional
Das ondas pelo mar?
Que dizer do regaço intemporal
Das canções de embalar?

Que dizer das noites sem fim?
Das angústias sem idade?
Que dizer dos sorrisos que plantas no jardim?
Das palavras sem prazo, com validade?

Que dizer da paciência do céu,
Com as estrelas que lhe fazem cócegas intermitentes?
Que dizer das receitas de tirar o chapéu?

Que dizer da bailarina que gira na tua caixinha
E guarda e aceita todas as desculpas complacentes,
E gira tudo o que puder girar
Mesmo depois da música acabar?

Que dizer de quem nos trouxe aqui?
E um pouco por toda a parte.

Querida mãe,

Que mais dizer de ti?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...