"A decepção nacional"

Eu não acreditava que ganhássemos à Alemanha. Mas eles deviam ter acreditado mais! Porque afinal, é para isso que lhes pagam quantidades equivalentes a percentagens do nosso PIB!
Aliás, do mesmo modo que há prémios de jogo, eu defendo que devia haver multas por derrota! Nada mais justo não vos parece?

Desta vez é que era mas, mais uma vez, não foi.
E depois de hoje convenci-me. Foram precisos 10 anos mas finalmente cheguei lá: Portugal não vai ganhar nunca. E não vai ganhar nunca porque quando chega a hora H, é irrelevante se temos o melhor do mundo ou o seleccionador dos pentacapeões, não temos o espírito, não temos a raça, não temos o que é preciso... como diz quem sabe, quando chega a hora do "vâmu vê", Portugal amarela!
Amarela contra a França, contra a Alemanha, contra a Grécia... e com direito a bis contra todas elas!

O problema é a publicidade exagerada, as concentrações da multidão em histeria para ver um cabelo do Nuno Gomes ou um brinco do C. Ronaldo, a mania das canções, do apoio incondicional, de acharmos que somos os melhores! As bandeiras na janela são o fim da picada! Até parece que a selecção é o nosso Hitler! Na verdade, se pensarmos bem, a selecção nacional surge como salvadora da pátria, faz-nos esquecer a crise, os preços da gasolina, o desemprego, o défice orçamental... Depois de tudo devidamente renegado para segundo plano, exalta o nosso patriotismo ao máximo, consegue pôr-nos em marcha pelas ruas, pela Europa fora até! Faz-nos cometer actos injustificados como passar 90 minutos a insultar um televisor, sentindo tremores e calafrios, mordendo a bandeira e chorando no final... Para rematar, deixa-nos destroçados! Cada golo sofrido é uma bomba no orgulho português... mas espera lá, agora que perdemos, orgulho de quê?

Comentários

Fátima disse…
o que me custa mais é ver que, como diz o João Lopes no blog sound+vision, antes do jogo éramos os maiores, depois do jogo já admitiam as nossas falhas...e não os vi a falar tanto disso antes! de bestiais a bestas, sempre...
Fátima disse…
o que me custa mais é ver que, como diz o João Lopes no blog sound+vision, antes do jogo éramos os maiores, depois do jogo já admitiam as nossas falhas...e não os vi a falar tanto disso antes! de bestiais a bestas, sempre...
Anónimo disse…
Aleee tu tranquila que nosotros ganamos a los putos alemanes en la final
Anónimo disse…
como é que uma equipa que nunca ganhou nada se pode considerar favorita? tanto a selecção como o povo português caem sempre no erro de acreditar que o que os outros dizem sobre nós é de facto verdade. basta ver que as selecções com verdadeiros campeões jogam o "jogo macaco", atirando o favoritismo pra cima de nós e aproveitando a nossa ilusão para nos derrotar. a selecção é de facto movida a força de vencer, pois tem sido o apoio cego de um povo, que só encontra alegrias no futebol, que nos tem levado longe. as estrelas? não passam disso, estrelas... a única coisa que me deixou pensativo foi o facto de o pepe ter sido o único a pedir desculpas e de o deco ter sido o único a demonstrar vontade de ganhar, sendo ambos brasileiros... tenho pena que os "nossos" não demonstrem também essa vontade.

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens