Liberdade de expressão sim, mas não assim!

"Liberdade de expressão é o direito de manifestar opiniões livremente. É um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral."

A Liberdade de Expressão não é assim tão linear como isso, sobretudo quando confundia com um direito de agredir os outros.
Há, definitivamente, expressões que deviam ser oprimidas, para bem da humanidade. Refiro-me a casos como as bóias vermelhas que recentemente penduraram na Torre de Belém, porque a decoração histórica e centenária ao estilo gótico-manuelino era, nitidamente, insuficiente; os cds do Zé Cabra; ou os comentários feitos a um artigo noticiado ontem no Destak.

Eu não sou fascista, nem votei no Salazar para que fosse considerado o “Grande Português”, mas depois do que presenciei ontem, não me resta senão concluir, que há pessoas que não merecem a liberdade de expressão a que têm direito!

Passo a explicar. A Inês publicou um artigo no Destak a propósito do concerto dos fingertips em São Pedro do Sul. Segundo me explicou, o concerto não foi grande coisa, o público não estava animado, sendo que as pessoas permaneceram sentadas e afastadas do palco quando a banda entrou em cena... O artigo reflecte esse ambiente, tal como uma performance sem especial brilho. No entanto, não é sequer uma crítica dura, como o fizeram outros meios. Não obstante, meia dúzia de pessoas analfabetas decidiram insurgir-se contra a minha amiga Inês no espaço destinado aos comentários.

Foi um discorrer de insultos e provocações, alegando que ela não estava lá, que o Destak é um jornal da treta que não é convidado para estes eventos (praticamente um segundo rock in rio aliás) e que portanto tem de inventar , apostando no rebaixamento para vender mais (porque como toda a gente sabe, o Destak está todos os dias à venda nas bancas). Além disso, os resultados líquidos de um Grpo internacional como o do Destak, com presença em vários países da Europa, dependem, iminentemente, da cobertura dos concertos dos fingertips! É que isso nem se coloca em questão!

Nestes comentários podem também ler-se sugestões construtivas como “Cresçam e apareçam” “Aprendiz a jornalista” “Dor de cotovelo” “Jornalista da treta” e outras simpatias que tal. Revoltada com a situação, decidi intervir a favor da minha amiga, tentando explicar que o ponto de vista jornalístico não é emocional como o dos fãs e por isso mesmo pode ser divergente... O que é que eu fui fazer... dali a pouco já estavam a dizer que eu não respeitava a opinião dos outros (irónico, vindo de quem quer apedrejar uma jornalista porque ela não escreveu que o concerto dos fingertips foi o melhor de sempre), que por corrigir erros absurdos de alguns comentários estava a insultar as pessoas (porque os comentários deles foram todos repletos de educação e classe mas explicar a diferença entre a/há/à, isso sim, é difamação!) e culminando com a acusação de que eu era a própria da jornalista responsável pela “barbaridade que é este artigo”. Outros houve que não perceberam nada do que eu disse e responderam que não há ninguém melhor que os fãs para avaliar a banda! Claro, eu aliás não percebo porque é que os jornais não contratam os fãs para fazer as críticas quando a imparcialidade dos seus comentários salta claramente à vista, ela e os elefantes do Jardim Zoológico!

Afinal, qual Marcelo Rebelo de Sousa, Miguel Sousa Tavares ou Ricardo Araújo Pereira! A nata dos comentadores e cronistas de Portugal está toda aqui, armazenada em potência em autores como A, W, S, ou ainda, Lúcia, Victória, Jony64, Jorge Manuel e Jaso, entre muitos outros!
Não sabemos se isto foi organizado pelo lobby “Zé Manel”, se simplesmente por fãs paranóicos, ignorantes, sem noção, sem educação e muito parcos em inteligência ou sentido do razoável.

Deixo aqui alguns excertos destas pérolas de tão prestigiado publico leitor e o convite para se dirigirem ao dito artigo http://www.destak.pt/artigos.php?art=12220#comments e se quiserem, chamar todos os nomes aos brilhantes comentadores. Eu já tentei fazer diferente, mas eles só percebem assim...

(Por favor atentem na beleza da escrita, simplesmente soberba!)

“Não sabem dar valor ao que é nacional d'aí todos querem fugir. Enfim jornal da treta, jornalistas da treta. Crescam e aparecam!!!”
W | 24.06.2008 | 10.46H”

(e vai "d'ai" leitores da treta...)

“este jornal, no que toca a concertos, gostam muito de rebaixar os artistas, já não é primeira vez que o fazem... tem jeito para inventar e denegrir a imagem do grupo, ou pessoa...! não vi o concerto nem sei o que se lá passou, mas pelos comentários acredito que seja uma banda que não faz parte dos gostos musicais da jornalista!!!”
VICTORIA | 24.06.2008 | 16.39H

("este jornal gostam muito" é uma frase que me agrada particularmente... e depois ela não estava lá, não viu nada, mas, racionalmente, acredita nos comentários em detrimento do artigo e até opinia sobre os gostos musicais da Inês. Fantástico!)

“A menina tem a certeza q teve no concerto? Fez o trabanho de casa p saber do percurso desta banda e o exito q tem tido por este país fora.Este concerto foi fantástico cheio de profissionalismo, um sitio lindo e a banda sp atenciosa com os fans. E já agora a menina é q é aspirante a "jornalista".”

LÚCIA | 24.06.2008 | 17.26H

(e a menina, é sempre assim tão simpática e educada ou apanhámo-la num dia especialmente bem-disposta? estas aspirantes a namorada do Zé Manel...)

"Concordo com os comentários anteriores..menos com o da Alexandra! Mas também tinha que deixar umas palavras á senhora jornalista! Onde é que o publico não estava entusiasmado? Aspirantes a 'vips'? Curiosos e alguns fãs? hilariante...fiquei estupefacta com isto! Onde é que o concerto foi repetitivo? Diga lá? Já sigo Fingertips a bastante tempo, e posso dizer que este foi um dos melhores espectáculos que já presenciei! Tudo o que envolveu esta noite a tornou numa noite mágica que irá ficar para sempre recordada! Só é pena que haja gente como a senhora jornalista que em vez de dizer o que viu (será que viu mesmo? Ou não pôs os pés no concerto? É o que parece pelo menos) se põe a fazer comentários pejorativos que nada têm a ver com a realidade que se passou!"
A | 24.06.2008 | 17.31H

(toda a gente diz o que viu, mas esta, além de dizer o que viu, também diz o que os outros viram! e ai deles se tiverem visto outra coisa!)

“Ena ena.. passou para os insultos!! Nem sequer me vou dar ao trabalho de descer a esse nível! Parece-me que a Alexandra não é mais do que a senhora jornalista que escreveu esta barbaridade de artigo!
A | 24.06.2008 | 17.47H”

(certamente! eu até sou jornalista e tudo!)

“...Os Fingertips sabem o que valem e não é um artigo como este que os vai deitar a baixo! Vocês são os MAIORES! Continuem assim! Que venham mais 6 anos brilhantes! É melhor eu ter algum cuidado com a minha escrita não vá ser motivo de chacota para a senhora Alexandra!”
PEDRO | 24.06.2008 | 18.24H

(oh meu querido, se fosse só a escrita estava você com muita sorte... o problema é o conteúdo, ou melhor dizendo, a sua abstinência)

“simplesmente nao vejo outro motivo para tal artigo a nao ser dor de cotovelo. jornais destes nao sao (obviamente)convidados para estes eventos, tendo que inventar historias sem fundamento. vejo isto tambem como uma forma de vender mais- criticando. esta e, a meu ver, a unica desculpa aceitavel para tal artigo.”
CARLOS | 24.06.2008 | 19.35H

(este é a jóia da coroa!O Destak, além de não sobreviver sem ser convidado para concertos dos fingertips, precisa mesmo de aumentar as vendas, é que desde que o jornal é gratuito que elas estão muito em baixo)

"QUEM NÃO GOSTA, NÃO HOUVE, NÃO SENTE, NÃO COMENTA OU SERÁ SRA JORNALISTA QUE DE QUER FAZER DESTAKAR PELO DESTAK QUE Ñ CONSEGUE NOUTRO LUGAR.”
JONY64 | 25.06.2008 | 00.50H

(ora quem não "houve" certamente não deve ler muito e seria mais produtivo para todos nós se igualmente se abstivesse de escrever!)

Comentários

Anónimo disse…
este útlimo tá um tesourinho fabuloso. se era para escrever frases que nem se entendem bem, ao menos que não fossem em caps lock, talvez passasse mais despercebido.
enfim, não pensei que isto fosse aocntecer. pelos vistos é normal, toda a gente me disse que é mto comum, mas confesso que fiquei um pouco perturbada. já revi o concerto várias vezes na minha cabeça, e reafirmo tudo o que disse. aliás, até achei que disse algumas coisas simpáticas que foram ignoradas.
Liberdade de expressão sim, mas só se for para elogiar. é o que concluo.
Anónimo disse…
Olha que realmente há cada um.... Não se pode argumentar com pessoas deste género porque simplesmente não têm capaciadade intelectual para tanto!
É muito triste! Porque não podem simplesmente dizer "Nao concordo com a opiniao da autora! ?!?
Mas ainda deu pa rir um bocadito!LOL
Fátima disse…
CREDO!!! isto é horrivel e nunca pensei que os fingertips tivessem tantos fãs LOL. que banda da treta...mas digo já que um colega meu uma vez fez um artigo sobre uma banda qq q veio cá, de metal,disse q eles n tinham o vigor que tiveram, e todos os metaleiros comentaram a dizer que ele era estupido e mentecapto...eu ficava com medo que me apanhassem na rua e me batessem...estas pessoas...acho que criticar concertos é complicado porque os fãs são muito parciais! eu ainda n tinha visto os comentários, mas foste grande Alexandra, defendeste a nossa Ines!!
Fátima disse…
(outra coisa, quando fiz um artigo sobre os tokio hotel choveram comentários horriveis tb... odeio fãs obcecados =))
Enolough disse…
quiriri riri riri
luta luta camarada,
luta luta reacção

:)

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens