La salsa!



"A menina dança ou descansa?"
"Descansa! Desacansa! Obrigada..."

Na verdade, a menina não dança nem descansa e estremece cada vez que alguém lhe estica a mão...
Porque a menina faz dança do ventre, não faz salsa, nem kizomba, nem cha-cha-chá!
Então o que é que a menina faz na Bafureira numa noite salseira?

Ah pois é!
A menina era para estar no Kubo! Mas as amigas de Lisboa da menina têm alergia a sair à noite, ou não gostam desse tipo de ambientes ou têm namorados depressivos...
Depressiva fico eu, sozinha em casa no Sábado à noite!!!
Eis se não quando, surge o convite "estás pronta para a tua primeira noite de salsa?"
"ah ah ah... estás a falar a sério?".
Estava, estava a falar muito a sério mesmo, nem eu imaginava o grau de seriedade e profissionalismo da coisa!



Ele era sapatos especiais para um lado swing da anca para o outro, voltinha aqui, mãozinha ali e eu no cantinho a tentar seguir o passo base... uma completa outsider num espaço em que as pessoas olham para os passos umas das outras e sabem identificar a escola de dança de que vêm! (O mínimo relance sobre mim deixa escapulir que devo andar a faltar às aulas...)



Mas não me importo. Eu gosto de ver os vestidos coloridos a girar e as caras estranhas do senhor ao meu lado, durante a sua exaustiva performance!
Gosto de ver o meu amigo em altas rotações na pista com a parceira, que tanto pode ser a amiga dele como ou outra qualquer, porque a salsa é uma relação aberta!



E qual não é a minha surpresa, quando a rapariga gira que dança mesmo bem, aquela que me faz pensar "quando crescer quero ser como tu" está a dançar com um rapaz desenxabido, magrinho, aparentemente desengoçado e com óculos de fundo de garrafa? Parecem um par acabado de sair daquele programa do People&Arts "beauty and the geek". Pois é, o geek ou nerd, ou lá como é que de certeza ele deve ser conhecido no seu trabalho com computadores, que de certeza que é o que ele faz, transforma-se aqui num autêntico Joaquin Cortez! (Eu sei que o Quin não é das salsas mas é a única referência masculina de que me lembro neste momento).

E essa é a dinâmica mágica da salsa, quando a música começa cada um é outro, juntam-se dois a dois aleatoriamante e conhecem-se a dançar...

Comentários

MS disse…
Salsa é o passaporte para o belo, o doce, o leve, o gentil, o sensual. Salsa é magia. Mesmo. O elixir da felicidade que produz sorrisos no lugar dos medos e das ansiedades. Mais do que conhecer o teu par, a dançar salsa tu conheces-te a ti própria.

Bem-vinda ao mundo da salsa. Eu saí por uns tempos mas tenciono voltar.

:)

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

O síndrome de Bridget Jones

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens