A minha "estrelinha" é um asteróide!



Como toda a gente sabe, e quem não sabe vai descobrir agora, eu tenho um histórico com aniversários e jantares de despedida.

Antes de ir para Itália, organizei um jantar que acabou com o pedido da conta + o livro de reclamações se faz favor. No jantar de despedida de Itália, a Alana e a Matilde foram pessoalmente à cozinha reclamar porque uma hora de espera trouxe apenas comida fria. O dono veio pedir desculpas à mesa e ofereceu croquetes e limoncello.



Quando eu fiz 13 anos, a comida demorou mais de duas horas porque era um jantar numa casa de tostas na praia e tinha-se acabado o pão. Também faltou a luz e quando o pão chegou, a luz voltou e toda a gente tinha escolhido tosta de frango, adivinhem? Já não havia frango!
Nos 18, passei o dia a contorcer-me com dores menstruais, limitando-me a vaguear entre o quarto e a casa de banho. À noite melhorei, fiz uma festa na Ilha de Tavira e, estando deitada numa espreguiçadeira, calculei mal as distâncias, acabando por cair de chapa na areia. Gozam comigo até hoje.
Noutra fatídica ocasião, o meu ex-namorado e o meu melhor amigo resolveram oferecer-me um relógio despertador. Assim, do nada, um relógio despertador feio, sem graça, todo preto com ponteiros que fazem barulho! Essa noite foi a única vez que o relógio despertador saiu do embrulho.
No dia dos 20, foi também o dia em que Portugal perdeu a disputa do 3º lugar do mundial com a Alemanha. Além disso, os rapazes chegaram ao jantar uma hora atrasados (e já foi sorte terem aparecido no intervalo e não só no fim do jogo). Ainda nos 20, as minhas amigas de Faro ofereceram-me um pijama lindo que não me servia e as minhas amigas de Lisboa ofereceram-me o mesmo pijama lindo, com o mesmo número que não me servia!
O ano passado as minhas amigas esconderam-se no meu quarto que encheram com 250 balões onde eu tinha que procurar as prendas.. tudo muito giro, até elas se irem embora e eu ficar com mais balões do que quarto. Nessa noite também me fizeram uma surpresa “carte d’or” na praia e quando íamos a voltar para casa, surpresa ainda maior, as chaves do carro ficaram algures na areia... e ainda hoje lá devem estar.



Este ano nem sei por onde começar... tornei aqui público que perdi o meu ipod em São Paulo. Ora, o que é que me ofereceram na empresa? Um ipod shuffle feito especialmente para a empresa e por isso não "trocável". Ora o que é que me ofereceu a minha irmã? Um mp3 cor de rosa, com ecrã, rádio e o dobro da memória do ipod. Mas o ipod é o que não se pode trocar!
A junção de amigos no in rio foi um desastre, amigos barrados, discussão com o gerente, discussão com amigas, escândalo, motoristas à força, longa espera ao frio para voltar para casa. Em Faro não podia correr pior...
Mas lá por isso também não correu bem porque tradição é tradição! A entrada para a festa estava o pânico, nós e o público alvo dos Morangos com Açúcar, todos à molhada. Mas nós tínhamos pulseiras para entrar! Quando finalmente consegui faze-las notar a um dos rp’s, ele abriu-nos caminho estilo Moisés. Mas o segurança não reparou e começou a empurrar-nos para fora. Veio o rp a correr “Não, não, estas senhoras entram!” mas já era tarde de mais, as senhoras já estavam a pedir o livro de reclamações e o dinheiro de volta. Entretanto duas do grupo das senhoras nem sequer conseguiram entrar (o público alvo dos morangos com açúcar partiu para confrontos mano a mano, acabando por amolgar 1 carro, e elas tiveram que se afastar da entrada).
Seguiu-se um longo processo de discussão e argumentação e tudo acabou com um “Alexandra, são os teus anos o que é que queres fazer?”. A Alexandra quis ficar porque se não, ali acabava tristemente a última hipótese de um final feliz para o seu aniversário. E até já estávamos todas lá dentro e tudo! Então, voluntariamente, deixei-me comprar pela sala vip, bebidas de graça e desejos de Parabéns do dono do estabelecimento e do barman. Uma noite "Suigeneris"!



O final foi definitivamente feliz, como no fim acaba sempre por ser, mas houve alguém que me disse:

“Já reparaste que é sempre nos teus anos e jantares que acontecem estas coisas?”

Pois.. nããão, nunca tinha reparado!

Comentários

neuza disse…
já não me lembrava da falta de luz no jantar dos 13 ahahah
A noite acabou por ser engraçada, principalmente com o sr. bife que dançava fervorosamente de forma cómica! :)
Alê disse…
cm é q te pudeste esquecer? bom, na verdd tb n posso dizer q me lembro desse marco(?) da noite a dançar fervorosamente...

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens