"Fim de tarde"

“Agora vou sair, só te vou poder responder no fim da tarde”
“Para mim o fim da tarde é agora…”

Agora: 5.30/6 da tarde, hora em que termina a minha interminável jornada laboral. E que vou para casa não fazer nada, porque é isso que se faz no fim da tarde…

Mas o "fim de tarde" com conotação póstuma ficou a ressoar na minha cabeça...

Decidi ir correr para o jardim. Depois de uma dor de burro transversal aos 5 minutos, conseguiu superar-me a mim própria e aguentar não 5, não 10, mas 15 minutos inteirinhos de corrida!

Hoje fui outra vez. E fui à bomba de gasolina, ao super-mercado, à farmácia, à sapataria, ao centro de estética, à padaria e ao centro de línguas.

Afinal, o “fim de tarde” é quando começa o meu dia!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens