Um post em 10 minutos...

10 minutos. Faltam 10 minutos.

Em 10 minutos posso ouvir aproximadamente duas músicas e meia, ou 3 e um quarto, dependendo dos casos.
Posso fechar os olhos e viajar nas lembranças, ou, dar a volta ao mundo das fantasias.
Chega perfeitamente para acabar aquilo que está mesmo quase porque, na verdade, 10 minutos é sempre o que falta. São só 10 minutos, mas é muito mais que isso. È todo um grande jeito que dão os 10 minutos, eu ando sempre com eles (com os 10 minutos e o batom do cieiro)!
Uma vez vi um filme em que por 10 minutos a mais, ou 10 minutos a menos, a protagonista vivia duas histórias completamente diferentes. São decisivos os 10 minutos, embora a maioria das pessoas não se dê conta...
Normalmente os 10 minutos têm propriedades tranquilizadoras, ao contrário dos 5, que aceleram a metamorfose nervosa!
Em 10 minutos, quantas pessoas morrem, quantos bebés nascem, quantos beijos são dados, quantos amigos se zangam, quantas gargalhadas se soltam, quantos bolos de chocolate são comidos, quantos chapéus voam em 10 minutos? Nestes 10 minutos?
Trata-se de uma porção de tempo mítica, transversal à contagem diagética e propícia à livre interpretação. Comigo, 10 minutos nunca são, literalmente 10 minutos. É verdade, os 10 minutos costumam ser uma mentira, mas também, quem é que acredita neles?

E assim se passaram 10 minutos. Os 10 minutos preferidos do meu dia.
É hora de ir embora.

Comentários

disse…
Também tenho um texto sobre os "10 minutos", decisivos ou não. Um post antigo no meu blog. Se te apetecer:

http://aquitambemseestabem.blogspot.com/2006/01/10-minutos-mais-tarde.html

Beijo

Nádia (aquela que também foi para Siena e também a-d-o-r-o-u)

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!