O que faz uma algarvia em Barcelona:



(Inspirado em 2 casos reais - que sucede, por casualidade, viverem comigo)

- Bate com a cabeça no armário da cozinha (dói);

- Acaba de romper a sola das botas, anda o dia todo com uma bota descolada da sola e levanta 40€ para pagar o arranjo da bota que afinal só custa 3€;
Aprende árabe (porque, evidentemente, é muito mais útil que catalão);

- Queima tortilhas (mas pelo menos manifesta desejo de integração);

- Compra lulas a pensar que são douradinhos (aqui já manifesta outra coisa..);

- Compra iogurtes naturais convencida de que são açucarados;

- Compra chocolate em pó por 99 cêntimos crente de que fez o negócio da sua vida (depois descobre que o chocolate é insolúvel e sabe mal);

- Traz o cabo do ipod do amigo por engano, envia-o pelo correio sem qualquer recibo/comprovativo e depois surpreende-se quando o amigo diz “obrigado pela cartita mas o cabo não estava lá dentro”;

- É atingida, depois de se aprumar devidamente para sair à noite, por substâncias líquidas despejadas de uma qualquer janela;

- Vandaliza os livros da sua instituição de ensino (“Alexandra ,estraguei um livro da biblioteca!”
“Ninguém dá por isso” “Mas está partido ao meio!” – diz ela em desespero, segurando uma metade em cada mão;

- Altera a coloração original da sua roupa interior e de outras peças ( e depôs reclama, com se fosse culpa das calças vermelhas que a tshirt branca tenha ficado cor de rosa);

- Vai à esquadra da polícia para se legalizar e consegue deixar o funcionário a pensar que ela e as companheiras de piso são “escorts” imigrantes, a cargo de uma proxeneta chamada “Concha”, que é a dona da casa onde vivem.

Mas o que me assusta mais é pensar em todo o tempo que elas ainda têm para fazer “coisas” em Barcelona…

Comentários

carla disse…
Ja tinham idade pa ter juizo :P
Rita disse…
N foi na policia, foi no Ayuntamiento.

A ver se pomos os pontos nos is!

E a Neuza concordou cmg nos douradinhos. A verdade é que continuam a ser DOURADINHOS, já que isto é uma alusao à cordo dito alimento e nao ao que vem la dentro.

E a coloraçao na roupa só trouxe alegria à mha vida, se me ouvires reclamar ignora que é o meu alter-ego.

E assim metemos logos os traçinhos nos tês.

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens