Regionalismos

Tínhamos aquela sensação de quem descobriu a pólvora. Mas claro, como já estamos na era da energia nuclear, a explosão não teve o impacto previsto.
A premissa era simples: a forte identidade das pessoas da Catalunha é uma oportunidade para a venda de produtos agrícolas, com um selo de qualidade da rede de parques naturais da Catalunha. O slogan era fofinho: “productos de nuestra tierra”. A expressão utilizada foi catastrófica: “fuerte sentimiento de regionalismo”.

BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!

Vê-se logo que não somos daqui e não sabemos o que estamos a dizer porque, na verdade, esta afirmação tem uma conotação negativa e insultuosa, para não mencionar a sua falsidade. Foi este o âmago do comentário que recebemos por parte do grupo ( de catalães) que analisava o nosso projecto.

Mas ainda houve réplicas! Insurgiu-se o senhor professor (catalão e motard) contra comentários inúteis sobre os projectos. Coisas do género: a formatação das tabelas, se a mascote é um javali ou um colibri e o malfadado regionalismo!
Que mau gosto, que crueldade dizerem-nos que como não somos daqui não percebemos nada. Por causa de uma palavra! O importante é a ideia, a base do iceberg.
Queriam-nos lixar disse o professor, delongando-se num ataque massivo ao grupo de catalães.
Mas uma detonação de partir o coração!

Eu, pessoalmente, não me tinha sentido assim tão ofendida nem atacada. A bem dizer, a pergunta sobre o “regionalismo” foi a mais fáci que nos fizeram.
Apesar de não termos máxima claridade sobre porque raio é que se sentiam ofendidos por dizermos que são regionalistas. Brandam desejos de independência aos 4 ventos, inventaram um idioma que mais ninguém consegue decifrar, dizem que não são espanhóis e quando o Barça ganha sentem-se mais extasiados que os 3 pastorinhos com a visão de Fátima. Se isto não é um forte sentimento de regionalismo… mas não, não é mesmo!

O professor conseguiu incutir-lhes tamanho sentimento de culpa que nos vieram pedir desculpa e, finalmente, esclarecer todos os seus sentimentos não regionalistas: é que nós somos um país, dizer regionalismo tem conotação negativa, parece que estás a falar de uma região de Espanha! (Expressão acompanhada por careta de desdém).

E no fim da aula o professor concluiu, como objectivos: “exaltar as pessoas e os produtos da nossa terra. Aqui está o regionalismo, mas dito de uma forma que não causa rejeição.”

Pois é, não somos da região.

Comentários

Enolough disse…
A Catalunha é uma nação, tem sentimentos nacionalistas...

Claro que o governo central não te vai querer a apelar a sentimentos desses que para Madrid são sonónimo de sentimentos separatistas.

Mas apelar aos Catalães para se sentirem apenas região é forte...

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!