Crises existenciais aos 23, serei normal?

Talvez o problema seja esse mesmo, ser normal!

Falei com uma amiga (xiigrandabolta.blogspot.com) que está há algum tempo de viagem pelo mundo, desde a India às montanhas do Perú. Agora diz que quer ir viver para o Havai.
Sempre foi assim, maluqinha, e sei que ela toma isto como um elogio.

Foi então que dei por mim a pensar se não serei demasiado comercial.
Afinal, exactamente a quantos outros milhares de pessoas não corresponderá também a
seguinte descrição:

Viagem de Sonho: NY
Serie de culto: Sex and teh City
Lojas: Zara,H&M, Bershka, Mango, Stradivarius, Oysho, Calzedonia…
Comida: Made in Italy
Estudos: Comunicação marketing e publicidade
Profissão: Comunicação marketing e relações públicas
Desporto: basquetebol, ténis, futebol.
Sonho: Escrever um best-seller
Paixões: Viajar, ler, escrever, ir ao cinema, fazer compras
Hobbies: Dança do ventre
Redes sociais: Facebook, Hi5


A elevada possibilidade de um elevado número de pessoas, ainda mais elevado que a própria possibilidade, encaixarem nestes parâmetros, assusta-me.
O pior é que por muito que volte atrás, não consigo perceber.
Quando é que eu saí de mim e entrei para a massa?
Precisamente onde é que eu me perdi entre hoje e os baloiços do Jardim da Estrela, onde tudo parecia tão bem encaminhado, para um voo perfeito e singular?

Comentários

i disse…
pois... a viagem desta nossa colega põe qq um a pensar no tédio da sua vida lol mas essas caracteristicas que apontas, se bem que de facto comerciais, não dizem assim tantooo sobre quem somos ;)
Anónimo disse…
ó comercialoide cm estás? quem está dentro tem crises existenciais, quem está fora também.. o melhor é não pensar demais e ser o que somos. e é bom sermos diferentes e sim, o havai é perfeito :)

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens