To unfriend

"Unfriend" just became the 2009 Word of the Year in the New Oxford American Dictionary. It's a verb, as in "You can unfriend people by clicking 'Remove from Friends' at the bottom of their profiles."


Então a palavra deste ano é “desamigar”, por assim dizer em português. Refere-se sobretudo à possibilidade de “desamigar” amigos nas redes sociais da internet, nomeadamente o facebook.
Mas qual é o antónimo de “to unfriend”?
O antónimo de “to unfriend”não é, porque não há. Só há “add a friend” cujo antónimo é “remove friend” – expressão antepassada da trendy e gloriosa unfriend.

A verdade é que fazer amigos no facebook passou a ser como jogar às quintas no facebook: aqui ponho umas batatas, aqui umas couves, agora planto rosas vermelhas no cantinho, ofereço uma vaca à vizinha e cada vez tenho mais cercas e tractores. Mentira, jogar às quintas no facebook é muito mais complexo do que fazer amigos no facebook. Para os amigos basta um click de “aceitar”. As quintas requerem todo um management de plantação rega e recolha senão as batatas ficam podres.

Como fazer amigos é fácil, há pessoas que têm 500, 1.000, 2.000 amigos! Dos quais conhecem 10% e dentro destes 10% houve muitos que só viram uma vez.
São portanto amigos no máximo sentido do termo, tal qual D’artagnan e os 3 mosqueteiros.
É bonito que toda a gente possa a ser amigo de toda a gente, mesmo sem se conhecerem. Porque, claro está, umas conversas pelo chat e já é como se conhecessem desde sempre.
Não, a sério, é giro isto de fazermos um revival dos anos 70. Somos a geração peace and love online! Toda a gente é amigo de toda a gente. Menos dos pais, evidentemente.
Ser amigo do fulano que é amigo da amiga do amigo que no outro dia estava na discoteca é compreensível, mas ter o pai ou a avó na lista dos amigos já é um pouco exagerado. O pai! A Avó! O que é que eles pensam que lhes dá o direito de serem nossos amigos no facebook? Estes parentes distantes têm cada uma…

E olhem que eu no facebook sou amiga dos meus chefes, dos meus antigos treinadores de basket, do meu tio e do meu ex Professor e Coordenador de área da Universidade. Pois é, sou uma radical! E mesmo assim ainda não estou preparada para ser amiga do meu pai.

Mas o grande paradoxo é que adicionar amigos no facebook não significa absolutamente nada. Como já vimos anteriormente neste texto, não é sequer garantia de que as pessoas se reconheçam caso se cruzem um dia na rua. Não obstante, eliminar amigos, a tal unfriend, significa que acabou tudo. Qualquer que fosse o tipo de relação que havia ali, se chegou a esse ponto, então já não existe.
“To Unfriend” alguém é um statement explosivo de ruptura. É para os namorados que se chateiam e para os amigos que discutem a sério. Para as pessoas que não se querem voltar a ver nunca mais. “Eles já não são amigos no facebook” é uma frase que gera automaticamente um “aah” constrangedor e consciente de que algo grave aconteceu. Enquanto que “São amigos no facebook” não provoca qualquer tipo de emoção.
Talvez seja por isso que “unfriend” não tem antónimo.

Seja como for, isto de clicar para adicionar e remover amigos, a meu ver, despersonaliza um bocadinho as amizades. Um bocadinho só…
Pela perspectiva ambiental interna é mais sustentável, sem dúvida. "Unfriend" representa uma poupança de energia individual a nivel das galndulas salivares sem precedentes, posto que elimina qualquer necessidade de dizer seja o que for. Uma pessoa apagada dos amigos de outra assimila rapidamente a mensagem.

Mas eu não sei, acho que nos 70’s a malta se divertia mais!

Comentários

Anónimo disse…
o antonimo de`'to unfriend' é 'to befriend', e esse existia ate antes da invenção dos computadores. ainda bem :)

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens