Louca

Quanto mais vivo nesta cidade menos entendo o swing imaginário que ela emana. Nao sei de onde vem esse there is something about Barcelona mas sei que chega a todos os lados. E eu também vivi em muitos lados. Nenhum lado é igual e Barcelona é diferente de todos eles. Talvez sejam os murmúrios acelerados das ramblas que ecoam nos suspiros do ar quente, talvez seja o compasso intensivo da noite, talvez sejam os segredos de Gaudí, talvez seja rebentaçao do mar quando enrola na areia. Ainda que as praias sejam artificiais, ainda que que o contraponto aos segredos de Gaudí sejam ruinas modernas onde vivem os pescadores, ainda que a noite canse, ainda que o ar quente se torne frio no Inverno e arrefeça as ramblas. Ainda que o FCB perca em casa no primeiro jogo da temporada contra uma equipa recém-ascendida chamada Hércules. Pois sim, Barcelona é tragicamente atraente. Uma cidade dramática na conotaçao expressiva do vocábulo. Nao é a capital da moda porque tem uma moda à parte e também nao odora especialmente bem, porque tem um cheiro que nao tenta camuflar. Nao é particularmente famosa pelos chocolates nem por outro deleite culinário específico. Barcelona é só famosa. Ponto parágrafo.

Há senhores que caminham pela rua com toda a essencia da sua natureza totalmente despojada de pudores de tecido, e fazem-no como se estivessem vestidos. No mesmo pedaço de mar onde um dia se encontram dejectos pouco carismáticos a flutuar, noutro dia encontra-se a Shakira a gravar um videoclip. E a polícia passa-lhe uma multa por nao usar capacete e por banhar-se numa fonte. E ela dança com um senhor que caminha na praia, equilibrando uma pirâmide de donuts no topo da cabeça. Levantamo-nos um dia sem expectativas e quando vamos dormir temos uma história mais para contar à almofada: que estavam a fazer uma revoluçao pelo centro, que conhecemos os Lakers e o Deco e Ronaldinho e o new entrepreneur mais rico dos EUA, que temos uma amiga nova norueguesa, outra brasileira e outra holandesa, que encontrámos o Piqué outra vez,que a esposa do presidente da Catalunha que governou durante 23 anos falou 5 minutos connosco em catalao serrado e nao percebemos nada (mas sorrimos muito), que nos convidaram para ser porta bandeira da equipa de fórmula 1 do Antonio Banderas, para ser acompanhante de luxo e para um casting da Armani...
Acho que nao vale a pena tentar entender.
Barcelona é mesmo assim: louca.
E por isso nos damos bem.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens