Um balde de água fria

Um balde não. Um Kremlin. De gelo!
E a Espanha que sofreu um humilhante 4-0 contra Portugal, para nada. Isto não se faz.
Logo agora que se tinham juntado dois países historicamente arqui-inimigos. Logo agora que o Estádio do Algarve ia voltar a servir para alguma coisa que não fossem jogos da terceira divisão. Afinal não. Ganhou a Russia. E o Qatar!
Uma coisa que eu não entendo muito bem é como é que os jogadores vão andar a passar dos estádios no meio do deserto para os estádios com neve nas linhas de pontapé de canto e vice-versa. Um jogo com luvas, um jogo com protector solar. Um dia com um rial do quatar na carteira, outro dia com um rublo na mão. Bom , desde que não haja vuvuzelas acho que já vamos ficar todos muito agradecidos.
Ainda assim não me conformo. Eu queria ir ver os jogos ora bolas!
Sei perfeitamente que estamos no Natal, mas esta mania da FIFA de se armar em UNICEF já me começa a irritar. E depois, se queriam MEEEEEEESMO ajudar algum país, que melhor opção que Portugal?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens