Olá Messi, tu por aqui?

“Nao é o que parece” encerra um dos maiores clichés da história das cenas dramáticas. E já vimos essas cenas repetidas tantas vezes em telenovelas, filmes e séries que nos custa a acreditar que um dia sejamos nós os protagonistas. Nas palavras que se seguem despojo a minha dignidade para partilhar um dos momentos mais embaraçosos de que alguma vez terei memória.
Quantas vezes na vida é que decidimos entrar surrateiramente na casa de banho dos homens e à saída somos surpreendidas por Leo Messi?

A coisa tinha boa pinta. Domingo à noite, festa privada com imprensa e jogadores do FCB para celebrar a conquista da Liga Espanhola.Convidou-me um amigo, que é o director do Grupo que detém o local onde a festa decorreu. Para dar boa imagem à festa, disse-me.
A festa era por si mesma a imagem de um harem. Só havia raparigas, todas produzidas e babosas à volta dos jogadores como abelhinhas ao redor do mel. E eles contentes da vida, claro está. Eu estava com o meu amigo e o irmao dele. Ora jogava um dedo de conversa com o Guardiola, ora me cruzava com o Messi, ora o meu amigo me perguntava se queria conhecer o Xavi e o Dani Alves, ora o director desportivo do Barça me convidava para uma viagem a Florencia no dia seguinte com todos eles em algum aviao privado. Tudo dentro da normalidade portanto. Até que tive vontade de ir à casa de banho. O meu amigo propôs-me usar a casa de banho privada, para nao ter de fazer fila. Nas discotecas há sempre uma casa de banho privada escondida no fim de algum corredor escuro e sinuoso. Sucede que a casa de banho privada mais próxima era a de los “Caballeros”. Mas quando demos por isso já tinhamos cruzado o corredor escuro e sinuoso e já estávamos mesmo à porta. E nao havia ninguém de modo que espetei o meu amigo do lado de fora para nao deixar entrar nenhum cavalheiro e eu fui aos meus assuntos. Saí aliviada e feliz. E justamente acabávamos de empreender juntos o caminho de volta, deixando atrás de nós o wc masculino privado, quando, a quem é que se lhe ocorre ir fazer xixi??? Ao duas vezes melhor jogador de futebol do mundo. Ele olha para nós com cara de espanto, nós olhamos para ele com cara de “oh nao!”, e ele começa a rir-se e a gritar “Oh! Oh! Oh!” gesticulando ao mesmo tempo com as maos, para depois balbuciar alguma coisa que nao acabámos de entender mas que podemos imaginar. E agora? Como explicar ao bota de ouro que nao é o que parece? Amigo Leo, aguente aí as suas necessidades fisiológicas porque a sua interpretaçao está completamente equivocada. Nós somos só amigos. Ele tem namorada, eu tenho namorado, que até é amigo dele. Eu só queria ir à casa de banho e esta nao tinha fila. A sério!
E entretanto o Lionel já teria feito xixi nas cuecas. Mais de rir na nossa cara que da espera.
E foi assim que conheci Messi. Podia ter sido num jogo, podia ter sido na rua, podia ter sido na praia, podia ter sido na China! Mas nao. Foi num corredor escuro e sinuoso, à saída do toilette privado dos homens, acompanhada do amigo que me tinha pedido que comparecesse à festa para dar "boa imagem".

Comentários

Fátima disse…
meu deus! eu quero ir a essas festas! tenho de ir ter a bcn ctg :P ahaha

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!