Good news is bad news...

Aqui está ele outra vez. Chegou como se foi, sem avisar. Veio com atraso. Já o esperávamos desde finais de Março. Mas ele sabe que é bom e então faz-se de difícil. Para mim a inauguração foi na sexta-feira, feriado de São João, fim de semana prolongado. Fui para Sitges, cidade de praia próxima a Barcelona, ponto gay por excelência. E toda a gente sabe que os gays têm bom gosto. A praia estava uma delícia! E deu-me uma cor que atesta a minha veia brasileira, pálida e tímida até então. Ontem troquei a Sitges gay pela Costa Brava turística, o Algarve catalão com águas mais frias e areias mais rudes. Hoje deixo o sal do mar em pausa e vou à pool party do Hotel ME. Mas mais daqui a pouquinho porque agora está montado lá fora um calor tão tépido que nem o iceberg de Freud aguentaria de pé.
A senhora do tempo avisou. Disse que as temperaturas iam disparar no fim de semana. E como provavelmente faltou à aula em que ensinam que os Media devem evitar causar o pânico, também disse que estas temperaturas não eram normais para Junho e que o sol a pique seria um inimigo que nem sequer o protector solar conseguiria parar. Repetiu com persistência que ninguém ia conseguir dormir em Espanha porque as mínimas se recusam a baixar dos 22 graus. E ainda teve tempo de ameaçar os espectadores com cancros de pele, desidratação, insolação, mortes por afogamento e incêndios. Nunca tinha visto tantos desastres a saírem de boca de uma mesma pessoa em tão pouco tempo. Ao lado desta mulher a bruxa da Branca de Neve é o Ghandi e a madrasta da Cinderela a Madre Teresa de Calcutá.
Para rematar, o mapa de Espanha explodia a seu lado, manchado de alertas vermelhos da Galícia a Málaga.
Abre assim este Verão de 2011 ou, segunda as notícias do tempo, o Apocalipse bíblico.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!