Sopa com sobremesa à brasileira

Esta semana fomos a um restaurante brasileiro. Para eu saciar a nostalgia das minhas raízes e para ele conhecer a picanha. Pi quê? Nao, Piqué nao. Esse está de férias com a Shakira. P-I-C-A-N-H-A.
Sao escassos os catalaes que conhecem o significado deste deleite carnívoro. Tudo o que vá mais além do pao com tomate e das batatas bravas já é demasiado complexo.
Vamos acabar com o mistério. Venha de lá essa picanha, mas antes uma crema. Do que é mesmo a crema? De calabaza (abóbora). Ah sim, perfeito, crema e picanha por favor.
Entao, do mistério da picanha nasceu a intriga da crema de calabaza. A crema chegou, antes da picanha, servida numa taça de sopa com uma bola de gelado verde no meio.
Enganaram-se, pensei eu.
“É gelado de pistachio” disse ele. Sempre mais optimista.
E olha que eu perguntei do que era a crema. Mas o garçon achou que a bola de gelado nao era relevante o suficiente para ser mencionada. Uma pequena redundancia. Verde!
Com a colher trémula, arrisquei a saúde do meu paladar e engoli a crema de calabaza com gelado de pistachio. Foi a melhor coisa estranha que já comi. O gelado nao sabia a pistachio, a crema nao sabia a calabaza e havia um toque de hortela. Estrondosa!Divina! Um invento tao brilhante como o Facebook. Se tivesse 6 anos outra vez teria lambido a taça com a língua até sorver o último vestígio de crema.
Depois veio a Picanha. Sem surpresas. Ele disse que era como qualquer outro troço de carne. Eu disse-lhe que se de facto queria manter a nossa relaçao, nao voltasse a reduzir nenhuma picanha a um pedaço de carne normal e corrente. Entao ele disse que era muito boa e que gostava muito.
Melhor assim.
Sinceramente, a picanha estava salgada.
Mas quem é que quer saber da picanha no restaurante brasileiro quando há crema de calabaza com gelado de pistachio e sabor a hortela?

Comentários

Rui Coelho disse…
depois dessa descrição desse troço ou aliás coisa muito boa com sabor a hortelã vou apontar pra decorar - um dia, um dia.

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!