É Verão. Onde?

Hoje assisti com extremada atenção e o coração aos pulos de esperança, aos 15 minutos de previsão do tempo para Espanha. Foi quase tão triste como ver o telejornal.
Prestei um olhar tão minucioso que posso agora afirmar com segurança que as radiações ultra violeta continuam fortes por toda a Península.
E que em Sevilha haverá transformações radicais nas temperaturas: algures na próxima semana passarão de 38 aos 37 graus centígrados.
Mas mesmo com tanta perícia analítica não consegui discernir o passar do tempo por Barcelona. A apresentadora enredava-se num esforço inútil para dar-nos boas notícias, acabando invariavelmente engolida pelas baixas pressões. Pois é, não consegui separar os dias por previsões. Mas é indiferente. Em todos os gráficos Barcelona apareceu coberta por nuvens e gotinhas, em alguns casos substituídas por raios amarelos.
Cada manhã passo pela Sagrada Família e vejo aquela fila imensa de pessoas com mais câmaras que os paparazzi. Perfeitamente alinhadas para entrar na casa em obras do Senhor. Expectantes e pacientes, com óculos de sol, sandálias e casaco. Tenho pena delas. Sim, eu vou trabalhar. Mas elas vieram de férias a Barcelona e não podem ir à praia. E provavelmente só trouxeram um casaco que agora têm de usar todos os dias.
Quando chega o fim de semana a situação muda completamente de figura. Não há cá clemencia alheia para ninguém. Já só tenho pena de mi própria, laborando de sol a lua, para levar com chuviscos e vento moderado nos dois únicos dias de que posso desfrutar para manter o meu bronzeado. Já lá vão duas semanas assim e com esta três. Sábado e Domingo também não auguram nada de bom. E na Segunda, que já per sé é um dia fabuloso, diz que a coisa piora.
Vou agora escrever uma carta carregada de indignação, apelando à senhora do tempo para que tome medidas incisivas a respeito e retire de uma vez por todas estas nuvens de cima da cidade Condal. É que já estamos quase em Agosto e o Verão aqui ainda não começou. Não há direito!
Após a carta indignada, a qual prevejo pouco frutífera, não me resta se não uma opção: ir de férias para o Algarve.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens