Meeting the parents

Há pessoas que nas férias do Verão aproveitam para organizar os livros por ordem alfabética. Para mudar de casa. Para fazer mergulho. Eu aproveitei para apresentar o namorado aos progenitores. Ele disse que queria conhecer o Algarve. Pois bem, conheceu Faro, Sagres, Vilamoura, Portimao, Manta Rota, Ria Formosa, Ilha do Farol papai e mamãe. Correu bem. Ele trouxe chouriços e vinho. O meu pai embebedou-o cada noite e a minha mãe assegurou-se de que não regressaríamos a Barcelona com o mesmo peso. O portunhol fluiu pela casa que nem as Cataratas do Iguaçu, excepto por algumas pedras na tradução como quando meu pai disse ao Carlos (o namorado) que ele tinha uns “pezones” grandes.” Pezones” são mamilos em espanhol e não pés grandes, como papai pretendia. Também houve uma certa dificuldade para que o namorado assimilasse que “graça” e “engraçado” não tinha nada que ver com gorda e oleoso. Detalhes. Tirando isso tudo bem. Menos o Pego do Inferno. O nome não previne o suficiente. A resplandecente cachoeira embutida numa agradável e tranquila reserva natural é agora uma piscina pública com mais carros mal estacionados que árvores, mais geleiras que pássaros e mais toalhas estendidas do que o espaço que há para elas. A cachoeira quase não se vê, com tanta gente dentro de água. Uns mais corajosos que se jogam do topo da rocha, outros mais Tarzan que se balançam numa corda e outros menos civilizados que trazem o bote e os remos, alheios à lotação esgotada do que algum dia foi um local íntimo e agradável. Tirámos duas fotografias e fomos embora. Felizmente a incursão mal sucedida foi suplantada com sucesso pelo Cabo se São Vicente, a praia da Rocha, ou a primeira bola de Berlim. Eu acho estranho que aqui em Espanha comam baguetes com tortilha no meio, ele acha estranho que vendam bolas de Berlim na praia. Cada um com as suas peculiaridades. Também achou curioso o Rodízio de pizzas, a pizza de Nachos surpreendentemente boa, e as eminentes construções de areia no Fiesa.





Os iates da Marina de Vilamoura, o Puro Beach, o Aqua Moments e o remate na Bliss algures onde Deus perdeu as botas, trouxeram o toque glamour para contrastar na perfeição com as fontes da serra de Alte e o Algarve de pescadores. E assim o namorado deixou Portugal, com conhecimento dos pais, da irmã, de quase todos os segredos do sul e, principalmente, de um pedaço da minha história.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!