Primark, papel higiénico e tubaroes

Nunca tinha ficado tao desiludida com uma loja como ontem com a Primark. É uma marca barata, eu sei, nao se espera que nos ofereçam champanhe à entrada. Mas esperamos que consigam encontrar o par do sapato que acabámos de provar e que gostámos tanto porque é tao lindo, tao vermelho e tao barato. E tao solitário. Encontrei-o perdido numa prateleira que nao lhe correspondia. Foi amor à primeira vista. O número coincidia com o meu pé. Era o destino. Pareceu-me estranho que só houvesse 1 sapato mas pensei que fosse o de exposiçao e que bastaria pedir o set completo a algum amável trabalhador da loja. Onde é que eu estava com a cabeça! É claro que o sapato era o último e nao havia como encontrar o seu par denro da loja.
A menina dos provadores mandou-me à menina das secçoes, que me mandou à menina da atençao ao cliente, que me voltou a mandar a outra menina das secçoes, que me mandou à caixa onde ,evidentemente, nao tinham nenhum sapato vermelho do pé direito à minha espera. Farta de boomeranguear pelo armazém, eu mandei o sapato à m.....
O meu querido namorado, com um tacto que só ele, achou por bem dizer “Que saibas que já nao vamos ter tempo para comer antes do cinema”. Era mesmo a frase que o momento pedia nao era? Além de ficares sem os sapatos, também ficas sem jantar. Toma lá! Eu também gosto muito de ti amor.
Tanto stress dá vontade de fazer xixi. Confirmei que havia papel na casa de banho. Havia. Só que o rolo estava fechado. Lacrado eu diria. Que raio de senhora da limpeza é que nao abre o rolo do papel higiénico antes de o enclausurar naquelas coisas redondas e duras cujo nome desconheço? Rodei, puxei, arranhei e tudo o que consegui foi arrancar uns reles esguinchos de papel. A falta de atençao ao cliente parece ser palavra de ordem neste centro comercial. Por isso, quando ficámos encalhados na fila das pipocas porque os da frente tinham pedido nachos e as senhoras nao conseguiam derreter o queijo em menos de 10 minutos, nao me chocou. Sentei-me num banquinho à espera.
Já se adivinha que quando entrámos na sala, duas das 6 pessoa que lá estavam, ocupavam os nossos lugares. E que os lugares em que nos acabámos por sentar, já às escuras, também estavam cheios. De pipocas, coca-colas e dejectos de cartao em geral.
Para culminar com tao agradável serao assistmos ao Tubarao 3D. Que já é bastante mau na versao original, agora imaginem em espanhol.
Foi, realmente, uma noite de terror.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O síndrome de Bridget Jones

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!