Os 20 já eram


Agora podia estar a calçar as sandálias de salto e a pôr o gloss, em gesto de celebração.
Podia estar a preparar a minha carta de demissão e avisar que amanha à noite não vou trabalhar (e de dia também não).
Podia estar a telefonar aos meus pais para lhes dizer que se podiam aposentar, ir viajar e viver numa mansão à beira-mar. O meu pai teria finalmente a autorização para ter um cão em casa, porque em apartamento a minha mãe não deixa.
Podia estar a alugar um iate em Saint Tropez, depois de comprar o jet privado que me levaria até lá, com o namorado.
Podia, mas não posso.
Há alguém que neste momento é milionário. E não sou eu. Sinto-me ultrajada!
Não sou milionária e também não ganhei o segundo prémio, nem o terceiro, nem o quarto, nem o quinto, oh pelo amor de Deus, nem sequer aquele que dá direito ao mísero reembolso do dinheiro investido!
A publicidade é mesmo enganosa. Deixei-me levar por um anúncio giro com toda a gente a pular de felicidade ao som de uma música catchy e agora cá estou, nos 20 mas sem os 20 milhões.
Que grande melão!                                                      
Teremos então que ir para Saint Tropez de carro.
Resta-nos a pequena consolação de termos sido extravagantes nos sonhos mas altamente prudentes na reserva do hotel.   
E afinal, mesmo continuando pobre, não vou ter de esperar por Dezembro para saborear um pedacinho de 4 dias de férias.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!