Tourisitng in the rain...


Ainda imbuída na minha depressão pós férias de Inverno no Verão, lembrei-me daquele primeiro dia no Rio de Janeiro. Se não fosse pelos quase 30 graus poderia ser um qualquer dia invernoso de Barcelona. Mas era o nosso primeiro dia no Rio de Janeiro. Não valia a pena ir visitar o Corcovado, nem o Pão de Açúcar, porque não avistaríamos mais que nuvens zangadas. A praia estendia-se a nossos pés. Vazia. O mar estava rabugento e a areia toda molhada. Vamos até ao shopping. O do Leblon parece estar aqui perto e podemos ir andando pelo calçadão, assim também ficamos a conhecer as praias...
Influenciados pela Tropa de Elite, pela Cidade de Deus e pelas advertências histéricas dos meus pais, planeámos cuidadosamente a nossa primeira apresentação pública. Tratámos de levar fotocópia dos documentos em vez dos originais. Eu ia sem mala, ele ia de calções e chinelos. Nada de iphones nem samsungs nem jóias de qualquer estripe. O dinheiro contado e escondido com um par de cartões de crédito dentro dos calções dele. A câmara fotográfica devidamente camuflada. Estudámos o caminho no mapa para não ter de o levar e decorámos os nomes das ruas. Bom, eu decorei os nomes das ruas.
Depois de pensar todos os pormenores ao detalhe, estávamos prontos. Podíamos perfeitamente passar por locais. 
Saímos com precaução, com um medo tenso que não se sente quando se visita a Europa, a menos que se visite Nápoles. Ou o casal ventoso.
Continuava a chover mas havia mais gente na rua.  Nós encaixávamos discretamente na amálgama humana.
Atravessámos a avenida Atlântica para caminhar do lado do calçadão. No calçadão já estava a chover mais e tínhamos pela frente uma longa caminhada até ao Shopping do Leblon e um senhor que vendia guarda-chuvas.  
Foi assim que todos os nossos cuidados, todas as nossas precauções e estratégias foram por água abaixo. Literalmente. Agora não restavam dúvidas. Aliás, era como se tivéssemos luzes de néon a sinalizarem-nos e a gritar: ALVOS FÁCEIS, TURISTAS, AQUI!
Quem mais estaria a passear no calçadão com um guarda-chuva decorado com todos, TODOS, os monumentos do Rio de Janeiro?



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!