Verão em Janeiro


Ainda não tinha escrito nada por preguiça. Por falta de tempo. Porque despois de escrever escrito está e o último ponto final confirma que já acabou. Não que não me tivesse dado conta, com a chuva e os graus abaixo de 10. Com a rotina de transportes públicos, com as peripécias laborais, com os afazeres da casa e  com as inundações da cozinha.
Mas fechar os olhos e imaginar que ainda estamos a flutuar nas águas transparentes de Paraty ou que estamos a sair da nossa suite em Copacabana para ir dar um mergulho a Ipanema...imaginar que ainda estamos de férias é bom de mais para abdicar só por causa de um ponto final. 
Ou pelo menos era, até gora, altura em que mesmo o bronzeado está a desvanecer e com isso a imaginação começa a perder força.
É hora de escrever. É hora de contar como foram essas maravilhosas férias na cidade maravilhosa. Maravilhosas? Sim… tirando a chuva, os cortes de água e de luz, a falta de abastecimento , o transito, os transfers sem ar condicionado e com o motor caducado, as aglomerações turísticas e as filas de longas horas nas excursões que não valem o dinheiro que se paga. Tirando esses pequenos e insignificantes detalhes, pode-se dizer que foram umas férias maravilhosas.  Ah! E tirando a cobra. Afinal, todos aquelas vezes que caminhámos, tao tranquilamente pela beira da estrada, corremos perigo de vida. Mas só descobrimos isso no último dia em Paraty, quando uma Jararaca, simpatiquíssima, mordeu um turista que por ali passava.  Antes assim, porque de outra maneira eu não tinha posto as havaianas fora de casa sem ser para entrar num carro.
Também gostámos especialmente dos restaurantes que “não trabalham” com o prato especial, nem com mandioca, nem com sobremesa… Ou que das 20 coisas que têm no menu, só vendem 5. Por isso é que o Brasil não vai para a frente, dizem. È, na verdade, o que mais dizem. Estou de acordo, o Cristo vai ter que perpetuar um imenso milagre para evitar o caos e o colapso no Mundial e nas Olimpíadas. Mas quem vem de turista dispensa políticas em troca  de sol, mar, vistas e 500 fotos.
Aqui ficam algumas…

Pôr do sol no arpoador - Ipanema e Leblon

 Vista do Corcovado desde o Pao de Açucar

 Paraty
 Cachoeira Pedra Branca - Paraty

 Ipanema
 Paraty
 Copacabana

 Pão de Açucar

 Vista do Pão de Açucar

 Paraty

 Copacabana

 Paraty
 Copacabana desde a Suite do Hotel Rio Othon Palace
 Paraty
 Arpoador
 Corcovado

 Paraty
 Jardim Botãnico - Rio de Janeiro

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!