No Madison Square Garden

O japonês (supondo que era japonês mas podia muito bem ser coreano ou chinês) ajoelhou-se e abriu a caixa. A japonesa (supondo que era japonesa mas podia muito bem ser coreana ou chinesa) viu o anel e não respondeu logo. Olhou-o como uma cara de “eu até gostava de ti mas agora que me fizeste isto estou  reticente e com alguma vontade de te estrangular”. Ele não percebeu, ficou ali ajoelhado com um sorriso bobo debaixo dos óculos. À espera.... Ela lá disse que sim, porque imagino que seja difícil dizer que não em frente a 20.000 pessoas.

O Magic Johnson e o Mc Enroe bateram palmas. Um grupo de criancinhas vestidas de Snoop Dog meets 50 Cent, dançaram hiphop. O que não sensibilizou o público em absoluto, porque depois continuaram a gritar BULLSHIT! BULLSHIT! BULLSHIT!.
Um rapaz ganhou 1.000$ porque acertou dois lances livres. Podia ter ganhou muito mais se tivesse conseguido encestar desde a linha do meio campo.
Vou-me informar sobre como participar porque encestar desde o meio campo, se calhar não consigo, mas confio que 7 anos de basket chegam para meter mais de dois lances livres.

A tudo isto, eu estava a comer uma espécie de sandes de carne picada que custou $20 e não valia nem a metade. Entornei a água pelo chão, o que foi chato porque a sacana da sandes de carne picada, sobrevalorizada, era picante. Devia ter comprado pizza ou hamburger.  
Mas o Carmel Anthony estava pior, a perder por 20 pontos em casa. Não havia afundanço, abafo ou contra-ataque que virasse o resultado.
A música bombava, as luzes agitavam a malta em jeito de discoteca, as cheerleaders atiravam
t-shirts pelos ares. E, de repente, os 20 pontos passarm a ser só 5. Os new yorkers encheram os pulmões de esperança. Em vão. O Ricky Rubio ganhou o jogo, com grande participação do Love que esteve bastante in the air. 


E isto, meus amigos, é a NBA.  E nenhum jogo de basket alguma vez visto na Europa se pode comparar.  




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!