Ale's NY GUIDE - chapter 4 - Shopping!!!

Este post é bastante feminino, sou mulher, não posso evitar. Shopping em NY é uma imensa constelação de bairros, ruas e lojas que orbitam em volta dos nossos desejos mais consumistas.
Tal como acontece com os restaurantes, pateando a cidade abre-se um quantos-queres de coisas que queremos mas, infelizmente, não podemos ter todas. Eu, pelo menos, não posso.
É preciso escolher, tomar decisões difíceis, racionar os dólares.  Imbuída desse espírito, vou contar-vos apenas sobre as lojas onde costumo passar e as marcas que vale mesmo a pena comprar.
Como é do conhecimento geral, Apple, telemóveis e coisas eletrónicas são todas mais baratas no país do Uncle Sam. Os iphone e as câmaras GoPro, por exemplo, chegam a custar umas centenas de euros menos que deste lado do oceano.
Outras marcas que ficam muito mais acessíveis são a MAC (há uma loja fantástica em Times Square), Michael Kors e Guess.
A Guess, na quinta avenida, é uma das minhas paragens obrigatórias: vestidos de babar (especialmente os Guess by Marciano), jeans com um fit perfeito, botas e sapatos que nunca mais acabam, malas carteiras e relógios. Um must buy!



(Em Barcelona, num dos meus Guess)

Na mesma quinta avenida, encontram uma Michael Kors ao pé do Rockefeller centre, assim podem aproveitar para subir e dar uma espreitadela à melhor vista panorâmica da cidade, ou para enfiar os pézinhos nos patins e deslizar pelo famoso ice rink, contemplando a lindíssima árvore de Natal, se já for temporada de Inverno.



Continuando pela 5th av, há que espreitar Vince Camuto para sapatos, malas e relógios divinos (eu tenho 1 que não se cansa de ouvir piropos), mas a preços aceitáveis, Urban Outfitters para um touch local e Mystique Boutique. A Mystique Boutique  é uma loja horrorosa, é que é mesmo assim, feinha que dói. Um misto de armazém do chinês com feirinha de Domingo. Não obstante, está plantada na quinta avenida e na Broadway (Soho), e tem as melhores pechinchas de sempre. É baratíssimia-issima-issima e, sabendo procurar entre muita foleirada, encontram-se pedaços de roupa inacreditáveis, daqueles que depois toda a gente pergunta onde é que comprámos. E só precisamos de responder que foi em NY.........



Por último, mas não menos importante, Kate Spade NY, na quinta avenida e em muitos outros sítios. Uma designer de NY com malas e carteiras fabulosas (eu tenho uma mala e uma carteira), numa loja onde se entre e se respira high fashion. Aqui os preços apertam o cartão de crédito, mas os produtos são bastante exclusivos, por ser uma marca de NY que não tem lojas noutros países, pelo menos nos que eu conheço.




Mas a minha loja preferida não está na quinta avenida, está na sexta avenida com a 34th street, em frente ao armazém Macy’s, onde tabém têm toda uma panóplia de opções de textis e acessórios, e à Forever 21, outro clássico do meu guarda-roupa, com preços muito apetitosos.  A Victoria’s Secret dispensa apresentações, o mundo inteiro sonha com as suas modelos, as meninas porque querem ser como elas e os meninos porqu querem sair com elas. Os push ups são, realmente, milagrosos, mas também há vários conjuntos básicos e desportivos, além de bikinis, perfumes, pijamas, cremes... Há 3 andares de loja, cada um mais irresistível do que o outro. O enredo da loja e os provadores são super coquettes e há banquinhos côr-de-rosa para os namorados/maridos/amigos gays se sentarem. E é melhor que se sentem, porque a espera vai ser longa...


Outro ponto de máxima referência para comparas é o Soho: em Prince street e na  Broadway encontram todas as lojas supramencionadas e muitas mais. O grande atrativo desta área, além dos cafés e restaurantes catitas e de ser o bairro por excelência dos fashionistas, são as sample stores e vintage shops. Trocando por miúdos, lojas com produtos de qualidade e de marcas exacerbadamente caras, a preços muito mais em conta. Não se trata de coisas com defeito, mas modelos de coleções passadas que não se chegaram a vender, ou que estavam nos manequins, no caso das sample stores, e coisas em segunda mão, nas vintage shops.  A sample store do meu coração fica em West Broadway, a uns passinhos de distância da Herve Leger, que é como quem diz, os melhores vestidos do mundo! E, obviamente, os melhores vestidos do mundo vestem-se a partir de 1.000$ (900€ aprox) e dái até ao infinito e mais além. Entrei na loja só para ver, tocar, sonhar, e assim que vi as etiquetas saí logo a correr.

(antes de entrar...)

Qual não foi a minha agradável surpresa quando encontrei alguns Herve Leger na Sample Store! Estive quase, quase, tão pertinho de comprar um.
Problemas: depois de 50% de desconto, o vestido custava mais de 500$ (400€ e tal); sim,  ficava-me a matar, a assassinar mesmo, mas não era nem assim casual, nem assim party, e era amarelo. Ora, onde uso eu um Herve Leger, assim-assim, amarelo???; e, o problema principal, a voz da minha mãe no fundo da minha consciência “400€ por um vestido, estás louca?!” (pois, o dinheiro é meu mas ela gosta sempre de opinar e eu ouço-a mesmo quando está sossegadinha do outro lado do oceano),e a grande inutilidade de lhe explicar que é um Herve Leger, que o preço normal são 1.000$ e que era um grande negócio, ainda que fosse amarelo.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens