As Marinas

Quando entrei na faculdade conheci uma rapariga que tinha algumas coisas em comum comigo. Primeiro, também se chamava Marina, ela de primeiro nome, eu de segundo. Coisa que menciono agora, por motivos excecionais, mas que depois deste post podemos esquecer por completo. Alexandra Marina não é uma coisa para ser lembrada.
Adiante, a Marina também tinha pais braileiros, também era mais alta que a maioria das pessoas, ainda mais alta que eu, e também gostava de doces e de chocolate. E também tinha que apanhar o metro e o comboio da linha para se transportar entre casa e a faculdade. Estávamos a fazer o mesmo curso, ambas falávamos italiano e queriamos fazer Erasmus em Siena. Durante os anos de faculdade vimo-nos quase todos os dias, dentro e fora das aulas.  Lembro-me de noites de Santo António épicas, de dias de praia deliciosos em São João Do Estoril, de cafés nas Avencas e de lhe oferecer uma almofada...
Até que um dia, nunca mais nos encontrámos.
Acho que a última vez que nos vimos foi mesmo no ano em que terminámos o curso, há 7 anos atrás. Sabíamos uma da outra, por amigos, pelo facebook, pelo instagram. Mas não é a mesma coisa.
Não é a mesma coisa que tê-la aqui, em Barcelona, sentada à minha frente a tomar um chá e a falar da vida. A nossa vida, a vida das pessoas que conhecemos e as peripécias dos trabalhos em que nos metemos. Falámos tanto, mas tanto, que pensei que tivessem passado umas 5 horas! E foi tão bom! Porque é sempre bom viajar no tempo com pessoas que fizeram parte da nossa história e que nos entendem perfeitamente porque sabem, conhecem e viveram o mesmo que nós.
Como eu, a Marina também é imigrante em Espanha, mas na Galícia.  Como eu, também anda meio aos tropeções com o português, fala com solavancos de espanhol e segue as notícias sobre a independência da Catalunha.
Melhor que encontrar pessoas que um dia comungaram uma etapa da vida connosco, é descobrir que depois de tantos anos, continuamos a ter muitas coisas em comum.
Só fiquei com pena de não termos tirado uma foto, para carimbar este reencontro na posteridade e mostrar-vos aqui no blog. Mas fica desde já prometida uma viagem à Corunha para remediar essa gafe!

Enquanto isso não acontece, deixo-vos as Marinas dos tempos da faculdade: 


Comentários

minhoca disse…
1- QUE CLASSE DE FOTOs SAO ESSAS???
2- Eu nao gosto de chocolate! Quem gosta es tu!!
3 - Tambem gostei mt de te ver!
4- Fico a tua espera aqui na corunha (mas espera que venha o calor!!)
Ale disse…
eh pah as fotos, pois, tb não amo!
mas foi o melhor que se pode arranjar...
melhores fotos virão!

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!