O pinheiro do Pep

No outro dia deparei-me com o Pep, o nosso porteiro, a montar uma árvore de Natal na entrada do prédio. Mas uma coisa profissional, grande, com bolas, estrelas e luz. E o Pep olhava para aquilo indeciso, como se fosse um balcão do McDonalds com o menú escrito em russo.
Notando o seu desconforto, elogiei a árvore, para lhe dar mais confiança. Mas ele olhou para mim com aquela cara de peixe fora de água, muito pouco convencido.
- Sim, achas que está bem? É que isto não é nada o meu tipo de coisa...
Pois, também não imaginei que fosse. Montar a árvore de Natal não costuma ser uma prioridade de machos, nem desperta grandes paixões entre eles. É bem mais o chamado “frete” ou “seca”.  E o Pep não é exceção. Peçam-lhe para cortar um tubo para pendurar as cortinas do duche, peçam-lhe para arranjar uma porta, peçam-lhe para mudar as luzes, peçam-lhe para desentupir os canos, mas não lhe peçam para meter a estrela no topo da árvore de Natal, que isso não é lá com ele.
Como eu tinha de ir trabalhar não o pude ajudar. Abandonei o Pep no seu mais tormentoso dilema: onde pendurar a próxima bola.
Depois, para me redimir, decidi adornar a porta de casa com um elemento natalício.
Não vou passar o Natal em Barcelona, mas isso não impede de entrar no espírito! 
Principalmente depois do esforço que o Pep fez.

Aqui ficam, então, a árvore do Pep e o meu singelo contributo...



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!