Um drama televisivo




Não é por estar escrito em catalão.
Poderia estar esccrito em russo e o grau de pânico seria o mesmo.
Que jovem mulher independente não entra em desespero ao deparar-se com um A4 colado no espelho do elevador, que diz que lhe mudaram todos os canais televisivos, portanto, se pretender ver alguma coisa além de estática, tem de resintonizar a televisão?!
Assim, à papo seco.  Como se fosse a mesma coisa que dizer  “estivemos a pintar as escadas, por favor, não toque no corrimão”.
Como grandesíssimos raios, é que se resintoniza uma televisão???
Destas coisas não ensinam na Universidade, que eu estudei em 3 diferentes e nada de nada. Destas coisas não explicam nas A4 que colam nos espelhos dos elevadores. Custava muito acrescentar um parágrafo com dicas úteis?
Para quê, não é? Toda a gente que vive neste prédio tem, obivamente, uma formação específico-técnica em electrónica e audiovisual, de modos que basta avisar que os canais mudaram e deixar que os senhores engenheiros se façam à vida, com um singelo "Desculpem o incómodo. Muito obrigado". Não desculpo não senhores. De nada.  
Indignada, fui falar com o Pep (o porteiro, para quem ainda não teve o gosto).
E o Pep, já sabemos, digam-lhe para colocar a estrela na árvore de Natal do hall de entrada que todo ele treme, peçam-lhe para resintonizar uma televisão e o entusiasmo cintila nos seus olhos.  
Então lá fomos, eu e o Pep.
Ligámos, desligámos, voltámos a ligar. Experimetámos todos os botões, repetidas vezes. Ele a dizer eu a carregar, ele a carregar eu a dizer, não fosse ser uma questão de jeito ao carregar no botão. Não, não era.  Foi então que tive uma ideia de génio: procurar o livro de instruções da televisão. 
Encontrei! Problema resolvido.  
Ah ah ah ah...piadinhas! 
O problema acabava de começar.
Pois que o livro de isntruções explica tudo, tudinho, como especificar canais, como colocar nos favoritos, como apagar dos favoritos, como programar visualizações, como ordenar, quantos canais mostrar, enfim, tudo menos como sintonizar a porcaria dos canais. O que, na minha humilde opinião, é assim a primeira coisa a fazer, para poder ver televisão!
Deixei as instruções nas mãos do Pep e continuei com a minha apurada técnica de carregar em todos os botões, aleatoriamente.  Nesse desaforo com o comando, dei com uma opção com  grande potencial, mas com o requisito de introduzir o pin da telvisão. Oi??? Como assim o pin? Desde quando é que as teleisões têm pin?! E para quê, meu Deus, para quê? Para ninguém nos mudar de canal, enquanto estamos a ver a telenovela? É que aqui em Espanha nem sequer há telenovelas para ver!
E quando tudo parecia perdido, o Pep salvou o dia, qual Super-homem! Descobriu, nos meandros do livro de instruções, que o pin da televisão por defeito era 0000.
Daí até ao sucesso da sintonização, foi um instantinho. Mas até aí, foi meia hora de exasperação. 
Habemus Pep!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens