Bom fim de semana!

Ultimamente, consulto a minha conta bancária online todos os dias. Sempre na esperança de que a Visa me tenha restituído o dinheiro usado com o meu cartão roubado, ou de que tenha entrado uma transferência de um trabalho que fiz há mais de um mês, ou de que a segurança social me tenha devolvido o dinheiro que me tirou “por engano”.
Este é um exercício deprimente por duas razões: primeiro, porque todos os dias me deparo com um saldo insuficiente para mandar tudo às ortigas e ir viajar pelo mundo, ou para comprar ruma casa, ou um carro, ou uma mala Birkin. Aliás, às vezes também me deparo com um saldo insuficiente descendente, porque me passaram o recibo do telefone; e,  segundo, é deprimente porque todos os dias verifico que ninguém me ingressou, nem me  devolveu, nem me transferiu um único cêntimo.
Até hoje! Esta manhã, ao executar o já rotineiro processo de consulta deprimente do saldo bancário, deparei-me com um valor mais avultado que o de ontem. Com os olhos muito arregalados e uma incredulidade a babar dos lábios fui ver a que se devia. E não é que a senhora segurança social me devolveu dinheiro?!
Belisco-me para confirmar que não estou a sonhar. A segurança social era a minha última esperança na lista dos devedores.  O meu único contato era o endereço de e-mail do senhor funcionário que me atendeu, muito simpaticamente, mas que nunca me respondeu ao e-mail que enviei perguntando se já havia alguma previsão de devolução, posto que já lá iam quase dois meses desde a minha petição. Era, pois, uma causa perdida. E afinal, vai-se a ver, e fez a alegria da minha sexta-feira!

Acho que até lhe vou enviar outro e-mail, a agradecer, porque já não se fazem funcionários públicos destes que resolvem os problemas das pessoas. 

E vou comprar a lotaria de Verão da Once, que isto pode muito bem ter sido um sinal de Deus.
Se a segurança social me devolveu dinheiro, tudo é possível! 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!