Micro câmeras e teclados falsos

Há coisas que só me acontecem a mim. Aparentemente, esta não é uma delas. É muito frequente, acontece todos os dias, disse-me o senhor do departamento de fraudes fiscais, ao telefone, num bonito Sábado à tarde.
A primeira coisa que pensei foi: eu sou inocente! E depois pensei que era algum trote, alguma piadinha, algum esquema. O que é que é suposto alguém pensar quando o telefone toca (num sábado à tarde!) e a voz do outro lado diz:
“Boa tarde, estou a ligar-lhe do departamento de fraudes fiscais...”
Pior ainda é quando a voz do outro lado começa a dizer que o meu cartão de crédito foi copiado numa caixa automática e que estava a ser utilizado nos estados unidos. Mas não se preocupe que já cancelámos o cartão e agora só tem de ir ao Banco na segunda-feira pedir para lhe devolverem o dinheiro roubado.
E o que é que eu posso fazer para que isto não volte a acontecer?
Nada.
Ah, pronto, ficou muito mais descansada então. A minha conta bancária foi desfalcada sem eu dar por ela, não posso aceder ao dinheiro que sobrou  porque o meu cartão foi cancelado sem nenhum pré-aviso e tudo isto pode voltar a acontecer na próxima vez que for levantar dinheiro.
Sem contar que quando fui ao banco me disseram que para pedir que me devolvessem o dinheiro  tinha de esperar 5 dias, fazer uma denúncia na polícia e escrever uma carta, assinada por mim, a explicar o sucedido e especificando os importes roubados.
Mas não, não me preocupo.

Nada...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens