Eu gosto é do Verão...

O casaco de cabedal fora do cabide. O lenço ao pescoço. Os leggings a cobrir cada cm de perna e as botas a subir pelos pés acima. Tudo culmina com o Frenadol em pó e o pacote de lenços na mesa de cabeceira.
É oficial: acabou-se a papa doce.
Entrámos na contagem decrescente para 6 meses de gripes e apostas em quem consegue arrancar mais olhos com o seu guarda-chuva. Seis meses de termómetros deprimidos, sem ultrapassar os 20 graus, e cabelos enleados nos cachecóis e nas golas dos casacos. Seis meses em que ser perde todo o trabalho do Verão, tantos dias de praia para nada, que o bronze não dura nem sequer para as festas de Natal e ano novo.
Chegam as noites enquanto ainda é de tarde, embrulhadas no edredom de penas e nos lençóis de flanela.
Chegam dias inteiros, semanas inteiras, de céu cinzento e poças de água, em que a televisão e o computador voltam a ser os nossos melhores amigos.

Em Agosto o mundo para e em Setembro parece que anda para trás! 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens