"Somos el resultado de todo lo que hemos vivido"

Há pedacinhos de canções que nos roubam o coração. Há versos que nos marcam as memórias às cores, como os separadores dos dossiês.  Há palavras que se juntam como se estivessem a falar de nós próprios sem nunca terem conhecido a nossa melodia.  E abraçam-nos com as suas sílabas perfeitas e embalam os nossos sonhos nas suas rimas. O replay é impulsivo, ouvimos 100 vezes seguidas porque sabe a tardes de Verão e a bolo de bolacha com chocolate (sem dar dor de barriga).
Desde a primeira vez que ouvi esta canção achei a letra bonita.
Bonita, assim, só, sem mais rococó.
Porque a poesia pode ser muitas coisas diferentes, mas é sempre bonita.

“Somos” by  Melocos

“(…)
somos Palma viendo anochecer desde tu coche viejo
somos Barna,Valencia y Madrid despues de un concierto
somos la Torre Eiffel encendida un 14 de febrero
somos dos immigrantes hablando un idioma extrangero
(…)
somos el resultado de todo lo que hemos vivido
somos todo lo que cada noche he soñado contigo
(…)
somos cada semaforo en rojo con beso incluido
somos un no te vayas amor quedate conmigo
somos un libro de picasso y un caballero andante
somos el principito que un día se fue de viaje
como un kamikaze que llora en su última cena

somos dudas flotando pensando que vale la pena.”

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens