Uber vuelveeee!

Não gosto de falar dos taxistas como grupo homogéneo, mas gostava muito de denunciar alguns taxistas de Barcelona que trabalham de noite. Porque não são profissionais, são especuladores à procura de turistas bêbedos a quem enganar.
Encheram-se de orgulho e brio para expulsar o Uber de Espanha, denunciando concorrência desleal, mas para fazer fila na paragem de táxi da zona das discotecas às 4 da manhã, que é aliás quando mais se precisa de um táxi, ‘tá quieto.
Estou fartamente farta de que vários táxis não façam fila na paragem, não respeitem a ordem de espera e, principalmente, só parem e só levem quem lhes apetece. Entendo que certos clientes, principalmente saídos da discoteca às 4 da manhã, possam parecer ameaçadores em distintas maneiras. Mas prometo que não é o meu caso e já perdi a conta do número de vezes que consegui, depois de muito vaguear, parar um táxi livre para que o motorista se recusasse a levar-me ao meu destino por não o considerar suficientemente lucrativo (ou a mim, suficientemente turista e alcoolizada para ser enganada). 
Também não é que lhes esteja a pedir que me levem ao virar da esquina, não, é uma viagem de meia cidade que sai por 10€.
Ontem foi a gota de água. Tive vontade de lhe partir a janela do táxi com o salto do sapato, que era o que ele merecia. Parou, perguntou-me onde é que eu ia e dispensou-me assim, num tom ofendido com a resposta.  Fechou-me a janela na cara e seguiu viagem em busca de vítimas mais rentáveis.
E como este, são a maioria: escolhem quem tem direito a ser transportado e quem não, fingem que estão ocupados e aguardam até aparecerem o tipo de cliente que mais lhes interessa e safam-se que nem reis porque nesta zona a estas horas há 10 táxis para cada 100 pessoas. É um Deus nos acuda, o pandemónio sem lei. E a polícia, que supostamente deveria estar a patrulhar a zona para evitar este tipo de abusos, cadê? A dormir com certeza, ou acampados como abutres nos controlos de álcool.  
E então, que medidas eficazes se podem tomar para acabar com esta ditadura dos motoristas de táxi, além de insultar suas mães e todos os membros da família e partir-lhes as janelas com os saltos altos?

Eu já decidi. Da próxima vez que me fizerem a gracinha vou tirar uma fotografia da matrícula e do carro, se possível até gravar a situação, e fazer uma denúncia oficial ao IMT (instituto metropolitano do taxi). E vou dizer a toda agente que conheço que passa frequentemente por esta situação, para fazer o mesmo.  
E é que estou mesmo revoltada com isto!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!