Heels to Kill

Hoje apetece-me falar de sonhos. Sonhos sem hora marcada para se tornarem realidade.
Toda a gente tem sonhos. Faz parte de ser pessoa. Nem toda a gente luta pelos seus sonhos, às vezes por falta de ferramentas, às vezes por falta de vontade.
Mas eu tenho uma amiga que conseguiu encaixar a vontade com as ferramentas e meteu mãos à obra. Foi uma obra demorada, como todas as obras em geral. Por isso agora que está a inaugurar o seu sonho, enche-me de orgulho e inspiração.
Desde que a conheci, há uns bons 5/6 anos atrás, que ela queria ser Dj. Ser Dj parece ser tão delicioso como a cobertura de um cupcake, que o digam o David Guetta, o Alesso, o Avicii... E depois há os outros todos, que têm que tocar grátis ou por 50€ por noite, carregar com o seu próprio equipamento e empurrar os bêbedos que se aproximam, para não ficar com o mixer empapado em cerveja ou whisky.
Ela fez isto noites a fio. Incansável. Conjugando as noitadas com trabalhos de dia, porque ser DJ dá um status cool mas não paga o aluguer da casa. Aliás, também não confere um contrato de trabalho para poder alugar uma casa.  
Os 50€ foram-se transformando em 100, 150, 200... As sessões na cave do bar da esquina passaram a clubes conhecidos e eventos para marcas multinacionais. Chegou mesmo a fazer o warm up de uma festa do tour da Rihanna. Também a dispensaram várias vezes, cortaram custos, mudaram de tipo de música.
Mas ela continuou, trabalhava todos os dias, todas as noites, fazia o que fosse preciso. Menos desistir. E já não tinha 20 anos, já não havia aquele relaxamento de saber que se não funcionar pode começar outra coisa do zero sem problemas.
Não. Houve problemas e riscos e muitas noites sem dormir, literalmente.

Agora, o que dificilmente passaria de um hobby é um contrato com a Universal Records e aqui está o primeiro videoclipe do primeiro single, para atestar que vale a pena sonhar.   

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Já cá estou outra vez, desculpem a demora...

Aproveito o 8 de Março para dizer que as mulheres deviam ganhar mais do que os homens

Um fim de ano especial, com festa no Palácio Real!